quais cidades visitar no japao

O Japão é um dos países que mais desperta a curiosidade de brasileiros, sendo o respeito a disciplina, sua organização, costumes e tecnologias os principais motivos. No entanto, além de sua cultura, também há muita curiosidade sobre como viajar para o Japão. Afinal, você sabe quando ir ao Japão? Quanto custa um dia no país? Se vale a pena conhecer o Japão? Ou quais cidades do Japão deve visitar?

Se acaso você quer saber mais sobre uma viagem para o Japão e suas cidades, então veja todas as dicas que preparamos para você! Aqui você pode ler inúmeras particularidades e informações interessantes sobre esse destino impressionante.

CONHEÇA O JAPÃO - MEET JAPAN - WA...
CONHEÇA O JAPÃO - MEET JAPAN - WALK AND TRIP - DE LUGAR NENHUM

Um pouco sobre Japão

De fato, quando a gente ouve falar do Japão, logo nos vêm à mente fatos, situações e cenários característicos desta terra como, por exemplo, os floridos pés de cerejeiras e os típicos pagodes presentes nas construções japonesas, isto é, as torres com várias beiradas muito usadas nos telhados de templos japoneses. E não para por aí, já que lembramos de coisas intrigantes e encantadoras sobre esta terra como os Samurais ou lembranças que nos remete a tristes episódios da história da humanidade (que ninguém esquece e que tanto emociona).

E o Japão é, de fato, tudo isso mesmo! Ou seja, tem uma história intrigante, uma rica cultura e paisagens impressionantes. Além disso, também é um ótimo destino de viagem, sendo o turismo no Japão muito diverso e com opções para conhecer o país de todos os gostos.

O que tem no Japão?

Nas cidades japonesas encontramos belezas naturais, excelente gastronomia e um modelo de cultura que tem muito a ensinar, além de nos revelar singularidades e tradição em conjunto com a modernidade. Não é à toa que tanta gente quer visitar este país. De fato, trata-se de um passeio realmente excepcional. 

Onde fica o Japão no mapa?

O Japão está localizado no extremo leste do continente asiático. É um grupo de ilhas localizada no Oceano Pacífico. O Mar do Japão fica a leste do Japão, que o separa da Rússia, China e Península Coreana.

Japão no mapa. Fonte Google Maps.
Japão no mapa. Fonte Google Maps.

Quais são as cidades do Japão?

As maiores cidades do Japão (dados de 2020) são:

Tóquio9.7 milhõesKawasaki1.5 milhões
Yokohama3.8 milhõesKyoto1.5 milhões
Osaka2.8 milhõesSaitama1.3 milhões
Nagoya2.3 milhõesHiroshima1.2 milhões
Sapporo2.0 milhõesSendai1.1 milhões
Fukuoka1.6 milhõesChiba1.0 milhões
Kobe1.5 milhõesKitakyushu0.9 milhões
As maiores cidades do Japão

Moeda 

A moeda do Japão é o Yen. Algumas curiosidades sobre a moeda são:

  • O símbolo do Yen é ¥
  • 1 real ~ ¥ 20,30 Yens.
  • No Japão você não consegue comprar nada com 1 Yen (¥1), portanto, se você quer saber quanto dinheiro levar, considere que os valores de compra são partir de 100 Yens. JP¥ 100,00 ~ R$ 4,91 

A saber, o valor final que você vai levar depende de muita coisa e pode variar conforme a quantidade de dias que você pretende ficar, as cidades que você vai visitar e também de seu estilo de viagem. Outra dica importante é realizar a troca de dinheiro sempre quando seja possível, de pouco em pouco. Evite realizar o cambio todo de uma vez.

Idioma

A língua mais falada no Japão é o japonês, que é separado em vários dialetos com o dialeto de Tóquio considerado o japonês padrão.

Se acaso você não fala o japonês, então você pode se virar com o Inglês. O ideal é você aprender o mínimo da língua como, por exemplo, desculpar-se (“Sumimasen”), agradecer (“Arigatou”) ou dar bom dia (“Ohayo”).

Por que visitar o Japão?

O Japão é um país com muita história e cultura, isso sem falar nos inúmeros Patrimônios Mundiais da UNESCO no país que você pode conhecer. Por isso, visitar o Japão é uma experiência única e marcante, que permite viver costumes totalmente diferentes e únicos.

Turismo no Japão

Saber um pouco mais sobre o destino que a gente pretende conhecer é de importância crucial. Além de ser a diferença entre fazer a melhor viagem do mundo ou se estressar e passar raiva o tempo todo (ainda mais quando se trata de um destino situado do outro lado do mundo, como o Japão e suas cidades).

Dicas de convivência

Sendo assim,  algumas informações importantes sobre o turismo no Japão podem ajudar você em sua viagem. São dicas curtas, mas vale a pena você ler.

O Japão é um país pequeno em extensão, mas muitíssimo populoso, portanto, saiba que tanto os pontos turísticos quanto ruas e lojas estão sempre cheios.

Apesar da moeda japonesa valer menos que o correspondente a poucos reais, ela não é desvalorizada. Ou seja, estar no Japão custa uma boa grana, os preços não são baixos e o custo de vida é alto. 

Você estará viajando para uma nação impressionante, e logo perceberá a grande diferença cultural. Por isso, não se assuste! Há vantagens nisso, uma delas é que o povo japonês é educadíssimo e muito ético. Saiba que aquela fraternal reverência com a cabeça e o sorriso que eles dirigem às pessoas são gestos sinceros, isto é, faz parte da personalidade japonesa.

Além disso, outra coisa admirável neste povo é a gentileza com os turistas. Muito dificilmente, ou mesmo nunca, você será desrespeitado por lá. 

Dicas sobre passeios

Para fazer uma viagem para o Japão perfeita, é importante saber quando visitar os belos passeios do país:

  • Na primavera é a florada das cerejeiras! Por isso, é a chance de presenciar as mais lindas paisagens que você já possa ter visto. Você encontrará jardins repletos de cerejeiras em flor e pode ter uma vista do Monte Fuji ao fundo.
  • No outono a vegetação se cobre de vermelho amarelado, característico desta estação. Então aproveite para conhecer o parque Hokkaido e Ashikaga.
  • No verão tem o Festival de Fogos de Artifício-Hanabi Taikai. Não perca!

Tenha em mente que podem ocorrer tufões e terremotos no Japão com frequência. Entre maio e outubro é o período em que podem acontecer os tufões, sendo o final do mês de agosto e início de setembro, o tempo de maior ocorrência. Porém, o Japão monitora muito bem as ocorrências de tufões, de modo a evitar problemas graves. As chuvas mais intensas ocorrem entre maio e julho. Os terremotos, no entanto, são imprevisíveis. 

Dicas de convivência

A comunicação pode representar uma barreira para quem desconhece o japonês e não fala muito bem o inglês. Além disso, você vai estranhar várias coisas como, por exemplo, o fato de que ninguém (mas ninguém mesmo!) atravessa uma rua fora da faixa de segurança.

Abrir a carteira para pagar algo em público é perfeitamente natural. É claro que você não vai sair por aí mostrando seu dinheiro, não é? Mas se precisar fazer isso, será dificilmente assaltado.

Ademais, aquela história de tirar o calçado para entrar nas casas, templos ou restaurantes não é história de filme! É uma prática que você precisará adotar enquanto estiver por lá. Por isso, leve calçados fáceis de tirar e pôr. Ah! Mais uma sobre os calçados… para ir ao banheiro há chinelos separados. É costume deles não usar o calçado que pisou no banheiro pelo resto da casa. E ao sair do banheiro não se esqueça de tirar os chinelos de banheiro e trocá-los pelos de andar em casa. 

Por fim, o celular não deve ser usado em transportes públicos e não é permitido fumar nas ruas!

Como viajar para o Japão?

Antes de tudo, você precisa de visto para fazer uma viagem ao Japão. Ou seja, para viajar para o Japão precisa de visto! Para solicitar o visto você deve ir à Embaixada do Japão ou nos consulados Japoneses no Brasil.

Além disso, para viajar para o Japão você deve ter um passaporte válido e um bilhete de ida/volta para estadias de turismo/negócios. Seu passaporte deve ser válido durante todo o tempo em que você estiver no Japão. Outros documentos importantes como seguro viagem e comprovar renda também podem ser exigidos durante a imigração.

Como programar sua viagem para o Japão?

O essencial para que uma viagem dê certo é o planejamento. O inesperado sempre é indesejado quando o assunto é sair do país para uma viagem ao exterior. Por isso, pense em tudo que é fundamental providenciar para uma viagem para o Japão e o que não pode ser esquecido. Quer algumas dicas?

  • Escolha as cidades do Japão que pretende conhecer
  • Veja como ir, e como é o transporte no lugar
  • Pense no dinheiro a levar e na troca de moedas
  • Providencie os seguros de viagem, passaportes e demais documentação
  • Veja o idioma e os principais costumes do lugar
  • Pesquise como é o tempo, o clima e quando é melhor viajar para lá 
  • Prepare os tipos de roupas que você vai precisar 
  • Pesquise quais os melhores locais para visitar

É muita coisa, não é? Mas, fica frio, todas estas informações você encontra a seguir! 

Como chegar até o Japão?

Os aeroportos mais relevantes do Japão são encontrados em Tóquio, que é a capital do país e nas cidades de Nagoya, Chiba e Osaka.

Tóquio conta com dois aeroportos, o de Narita- Aeroporto Internacional de Narita, que opera a maior parte dos voos internacionais, e o de Haneda-Aeroporto Internacional de Tóquio. É importante saber que não há voos diretos do Brasil para o Japão. Ou seja, há sempre conexão em algum outro lugar. Por isso, pesquise se há stopover

Estes são alguns voos saindo de capitais brasileiras:

Voos saindo deTempo mínimo de voo Preço
São Paulo27 h 19 mA partir de R$3.630,78
Rio de Janeiro27 h 35 mA partir de R$3.651,83
Manaus37 h 40 mA partir de R$3.546,59
Salvador33 h 55 mA partir de R$3.609,73
Belém28 h 56 mA partir de R$4.000,00
Florianópolis30 hA partir de R$4.030,00
Belo Horizonte26 h 40 mA partir de R$3.621,00
Brasília29 h 42 mA partir de R$4.849,00
Tabela de preços viagem para o Japão

Como ir do aeroporto até as cidades do Japão?

Para se deslocar a Tóquio, a partir de qualquer um dos dois aeroportos, há à disposição ônibus, táxis ou trens. Os trens são muito eficientes, porém a dificuldade é quando há muita bagagem. 

Visitar o Japão como mochileiro

Muita gente vai ao Japão gastando pouco, como mochileiro. Nesse caso, os gastos podem ser menores. Ainda assim, faça seus cálculos considerando um gasto mínimo de R$340,00 por dia e por pessoa. É o mínimo que alguém precisa levar para não passar aperto econômico. Lembrando que R$ 340,00 ~ JP¥ 6.896,21. Se acaso estiver sozinho, multiplique pela quantidade de dias que vai ficar. Parece muito? O custo de vida no Japão é alto.

Para fazer o câmbio para a moeda japonesa, troque seus reais em dólares ou euros ainda aqui no Brasil. Chegando no Japão troque os dólares ou euros pelos Yens. Isso é porque aqui no Brasil dificilmente você conseguirá trocar reais pela moeda japonesa. Lá não é difícil trocar, já que há máquinas eletrônicas automáticas. 

Tecnologia e os meios de pagamento.

O Japão é o país da tecnologia e eles facilitam tudo com isso. Então, você pode user o melhor cartão de crédito para viajar. Porém, saiba que cartões de crédito e débito não são aceitos em todo lugar, mas apenas em grandes lojas e hotéis (fique atento às taxas!). No Japão, a maior parte do comércio e hospedagens só recebem em dinheiro.  

Já para trocar dinheiro, você encontrará máquinas em todas as grandes cidades. Estas máquinas de troca são identificadas com uma placa com a inscrição “Money Exchange”. Você as encontra nos aeroportos, hotéis ou supermercados. Além disso, também existem as casas de câmbio.

Turismo no Japão preços

Já que falamos no assunto, veja uma estimativa básica de quanto uma pessoa só gastaria no Japão sem muitos gastos:

GastoValor
Deslocamentos dentro do país¥ 2.069
Acomodação (hospedagem)¥ 2.860
Alimentação (3 refeições)¥ 1.643
Ingressos para Museus, Templos ou Parques¥ 365
Outros gastos adicionais (compras ou presentes)¥ 202
Total por dia¥ 7.139
Turismo Japão preços

* Os valores são estimados, e podem sofrer alterações no decorrer do tempo. Ou seja, representam uma estimativa.

Quando é a melhor época do ano para visitar o Japão?

Afinal, qual a melhor época para ir? E que tipo de roupas devo levar? É natural e essencial saber sobre o clima e a temperatura do destino, principalmente por ser uma viagem longa e que requer planejamento. 

Como é o tempo, o clima e quando é melhor viajar para o Japão?

A melhor época do ano para visitar o Japão é quando as temperaturas não estão nem elevadas e nem muito baixas. No Japão isso ocorre em dois períodos: 

  • No outono, entre setembro e dezembro. Nestas épocas os termômetros acusam medidas em torno de 20 °C
  • Na primavera, que é entre os meses de março a junho. O clima é bom e a temperatura fica na casa dos 30ºC

Tem muita gente que aposta em outras estações como, por exemplo, no Inverno. Neste caso, é importante se preparar bem, pois o frio é intenso por lá. O inverno ocorre entre dezembro e março.

Quais os tipos de roupas que você vai precisar para viajar para o Japão

Uma vez definida a época que você vai viajar para o Japão, fica fácil organizar a mala, ou seja, os tipos de roupa que você vai levar serão organizados conforme as temperaturas da época. Sendo assim, se você for no verão, então pode levar roupas frescas, pois as estações japonesas são bem demarcadas e o verão é quente. As temperaturas variam de 21°C a 32°C.

Já se você viaja no outono, então não precisa levar casacão, mas é bom ter na bolsa um ou dois agasalhos leves. Isso porque durante o dia, as temperaturas estarão entre 23°C a 28°C, mas pode esfriar um pouco no cair da noite e ficam entre 18°C a 21°C (se for no final do outono, se prepare pois já é época de frio!).

O inverno é muito rigoroso, então leve roupas de frio como agasalhos e casacos de pele. Se preferir, você pode deixar para comprar alguma coisa nas cidades. Nessa estação as temperaturas podem chegar a 3°C, mas ficam entre 5°C a 12°C, prepare-se para neve. 

Cidades do Japão incríveis para conhecer

Depois de tudo resolvido é hora de pensar nas cidades do Japão que você quer visitar. Saiba que há muita coisa para ver e você precisa sair do Brasil com tudo pensado. Uma dica é comprar o Japan Rail Pass, isto é, um passe de trem bala para você circular por todo o país pelo período de 7 a 21 dias, e não se preocupar com transporte entre as cidades.

Estas são as melhores cidades do Japão para visitar:

Tóquio (a capital)

Tóquio é a capital do Japão. Não só é uma cidade que oferece inúmeras atividades, como também é um lugar fascinante! Ás vezes, é até difícil escolher o que fazer. Parece uma cidade que nunca adormece pois está todo o tempo cheia de vivacidade. 

A cada vez que sair à rua, você verá movimento (e não é pouco!). Ou seja, gente circulando, letreiros por todo lado, shoppings, lojas, restaurantes, templos e parques! Todos eles compõem aquele jeitinho oriental, harmonizado com as tecnologias novas e modernidade.

O que fazer em Tóquio? Os pontos turísticos

Os pontos turísticos são muitos. Portanto, foque naqueles que você não quer perder e os que mais lhe interessam. Se acaso há muito, passe um bom tempo em Tóquio e aproveite! Se acaso você quer ter uma ideia geral das principais atrações, então você pode fazer um passeio no ônibus turístico de Tokyo. Para ficar conectado na sua viagem compre um chip de celular para usar no Japão.

Os melhores pontos turísticos de Tóquio para conhecer ou o que fazer são:

  • Tokyo Skytree
  • Templo Senso-Ji
  • Tsukiji Market
  • Fazer uma aula de sumô
  • Shinjuku
  • Ir ao Madame Tussaouds
  • Conhecer a Disneyland de Tokyo
  • Comer no Sukiyabashi Jiro

Vista da Skytree em Tóquio.
A cidade de Tokyo. Vale a pena ir ao Japão e conhecer essa vista!

Tokyo Skytree

A Tokyo Skytree é uma torre com mais de 634 m de altura, sendo a maior torre do planeta! A visita fica mais completa com a observação do aquário e do planetário. Há também um centro comercial. E que tal fazer uma boquinha em um dos restaurantes desta impressionante torre de observação?

O horário de funcionamento do Tokyo Skytree é das 8h às 22h, todos os dias do ano. A última entrada é às 21h. No entanto, os horários podem mudar nos principais feriados como, por exemplo, o período de Ano Novo. Você pode comprar os bilhetes na entrada.

Templo Senso-Ji

O Templo Senso-Ji é o mais antigo templo budista de Tóquio. Tem uma história milenar sendo construído antes de Cristo, no ano 645 A.C. O templo tem uma estátua sagrada de Kannon, a deusa da misericórdia e é cercado por portões imponentes, um pagode de cinco andares e as vibrantes barracas de Nakamise Dori. Senso-Ji é um destino imperdível durante sua viagem ao Japão.

Tsukiji Market

Conheça o maior mercado de peixes da Terra! O Tsukiji Market é um ponto turístico (apesar de não parecer) em Tokyo. A maioria das pessoas visita Tsukiji pela comida e suprimentos culinários, e ao passear pelo mercado externo de Tsukiji você encontrará pequenas lojas de sushi, barracas de ramen casuais e vendedores que vendem de tudo, isto é, de frutos do mar frescos a frutas e legumes.

O melhor horário para visitar é de manhã. Você pode também reservar um tour gastronômico pelo Tsukiji.

Aula de Sumô

O Sumô é um estilo japonês de luta livre, também considerado esporte nacional do Japão. Começou nos templos antigos como uma performance para entreter as divindades. Aliás, muitos rituais com fundo religioso, como a purificação simbólica do anel com sal, ainda hoje são seguidos. Se acaso você quer viver esta experiência, então participe de um treino aula de Sumô quando ir ao Japão, em Tokyo.

Shinjuku 

Este é um bairro japonês cheio de atrações. Aqui você pode visitar o parque Shinjuku Gyoen ou o Government Metropolitan Buildings, que é o prédio do Governo Metropolitano de Tóquio. Neste ponto há uma das estações mais movimentadas do país.

Madame Tussauds Tokyo

A cidade também conta com o mais fomoso museu de cera do mundo. Vale a pena Visitar o Madame Tussauds Tokyo com ingresso prioritário.

Disneyland Tokyo

As pessoas visitam a Disneyland de Tokyo ansiosas para conhecer os famosos personagens Disney, desfrutar de atrações emocionantes, assistir a shows e desfiles ou saborear comidas especiais. De fato, existem inúmeras coisas para fazer na Disneyland de Tokyo, sobretudo se você está com crianças. Porém, saiba que não é possível conhecer tudo em um único dia. Você pode adquirir seu ingresso pagando em reais!

Sukiyabashi Jiro

O Sukiyabashi Jiro é um dos mais conhecidos restaurantes em Tóquio, além de ser considerado o mais perfeito restaurante de sushi do mundo! Aproveite a chance de experimentar um sushi original, preparado com todo requinte. É importante reservar com antecedência, já que somente 10 lugares são disponibilizados. Faça a sua reserva do Sukiyabashi Jiro!

Se preferir, você pode fazer um tour gastronômico e comer como um local.

Kyoto 

Repleta de cultura, Kyoto é uma cidade imersa na história do Japão. É uma das cidades mais antigas do país já que foi fundada há milênios, no século I. Esta cidade foi capital japonesa até o século XIX, além de ter sido sede do império japonês entre os séculos VIII e XVII. Sendo a cidade que a família imperial escolhei viver por muitos séculos.

Kyoto, até hoje possui resquícios de tempos de outrora. Seus prédios e habitações  tradicionais são um contraste em comparação a Tóquio. Em Kyoto não há arranha-céus.

Ademais, Kyoto possui uma coleção de Patrimônios Mundiais, que inclui 12 templos budistas, três santuários xintoístas e um castelo histórico. Nenhuma viagem a Kyoto está completa sem visitar pelo menos alguns desses locais incríveis! 

Estas são as principais coisas que fazer em Kyoto:

  • Visitar Templos
  • Conhecer o Castelo de Nijo
  • Visitar o Kinkaju-Ji (palácio dourado)
  • Excursão ao bosque de bambu de Arashiyama (com meditação zen)

Vista da cidade de Kyoto do templo To-Ji.
A vista da cidade de Kyoto. Quando ir ao Japão?

Templos de Kyoto

Existem 2 mil templos por aqui. Em sua visita não deixe de visitar os principais, que são o Kinkaju-Ji (conhecido como Palácio Dourado) o Kiyomizu-dera, o Santuário Fushimi Inari, o To-Ji e o castelo de Nijo.

Entre estes, dois são imperdíveis, o Castelo de Nijo e Kinkaju-Ji (palácio dourado)

Castelo de Nijo

Você vai se impressionar logo na entrada, com o exuberante portal chinês com detalhes folheados a ouro. Mas, sua admiração vai disparar mesmo ao entrar no castelo. O piso certamente chama a atenção, sendo todo de madeira. Foi construído de modo que a cada passo é emitido um suave ruído que imita o som do canto do rouxinol. Isso assegura que nenhum intruso passe despercebido ao adentrar o templo. Os ornamentos são muito admirados pelo estilo, riqueza  e beleza. 

 Kinkaju-Ji (Palácio Dourado)

Este é famoso cartão postal da cidade. Muitos o chamam Palácio Dourado, e só por este apelido você já vai imaginando as maravilhas que esperam ali. Mas, já adianto o motivo desse nome. O palácio é todo folheado a ouro (de verdade!). Ou seja, foi usado ouro 24 quilates, é ouro puro e do século XIV.

Este templo é construído em tipos arquitetônicos diferentes, sendo cada andar em um estilo. Isto é, no estilo Samurai no andar de baixo, no estilo nobre no segundo andar e ‘zen’ no terceiro. No topo há uma fênix, pássaro eterno.

Excursão a Nara e Inari

Se você é fã de cinema, então certamente reconhecerá esse templo de Kyoto. Afinal, foi nesse templo que a rodagem do filme “Memórias de uma Gueixa” foi gravado. O nome do templo é uma dedicação à divindade Inari, associada à fertilidade, arroz e bons negócios.

Aliás, não deixe conhecer esse templo e realize uma visita e reserve seu ingresso!

Takayama

Takayama fica na província de Hida, a região dos Alpes no Japão. Trata-se de uma cidade relativamente pequena, mas muito bela. Sua extensão é uma vantagem turística, pois favorece os passeios a pé entre as atrações e de aventura.

A melhor maneira de conhecer Takayama é fazer uma visita guiada. Assim, você não só visita os melhores lugares, mas também fica por dentro de toda a história.

Essas são algumas opções do que fazer em Takayama:

  • Conhecer o bairro de Sanmachi Suji (centro histórico)
  • Tour pelas destilarias de Saquê
  • Conhecer os mercados de Takayama

Templo em Takayama.
Takayama. Vale a pena conhecer o Japão. Quando ir ao Japão?

Centro histórico (Bairro Sanmachi Suji) 

Antigo e muito bem conservado com suas casas construídas de madeira, este bairro encanta a todos. É considerado um dos melhores bairros do Japão. Nas três ruas principais de Ichi-no-machi, Ni-no-machi e San-no-machi, você pode ver a água correr ao longo das calhas retas. Ademais, junto com o cinza-fosco dos becos, há o contraste com o marrom-escuro das casas e pousadas particulares, com suas fachadas de madeira e janelas de treliça que são impressionantes.

Visitas guiadas a destilarias de saquê 

O saquê é uma bebida tradicional japonesa, sendo que algumas das destilarias mais conhecidas ficam em Takayama. Nestas destilarias você pode ver toda a produção e degustar o famoso saquê de arroz. É importante fazer a reserva desse passeio com antecedência.

Mercados de Takayama

O interessante desses mercados de rua do Japão é que você pode conhecer de perto os costumes gastronômicos deste povo, que para nós é tão exótico. Aqui em Takayama são dois mercados matinais, o Miyagawa e o Jinya-mae.

Por lá, eles oferecem diversos tipos de iguarias, muitas vezes cozinhadas ali mesmo. Entre os quitutes, um dos mais populares em Takayama é o Takoyaki. É uma espécie de bolinho de polvo de sabor delicioso! Você pode fazer a reserva de um tour gastronômico com antecedência!

Além disso, ainda há na cidade o Museu Takayama Show, o prédio que foi sede do governo, chamado Jinya Takayama e o o Yoshijima Heritage House. 

Nikko

Nikko fica a uma distância de 130 quilômetros de Tóquio e é um dos passeios mais interessantes pelo Japão. Você poderá conhecer o belo pelo Parque Nacional de Nikko que oferece paisagens cênicas e montanhosas, lagos, cachoeiras, fontes termais, macacos selvagens e trilhas para caminhadas! Além disso, também há o santuário, já que a cidade foi um centro de adoração xintoísta e budista nas montanhas por muitos séculos.

E então, o que fazer em Nikko? Essas são algumas atrações:

  • Conhecer o Parque Nacional de Nikko
  • Visitar o santuário Xinoísta Toshogu
  • Conhecer o Estábulo Sagrado

A saber, para visitar todas essas atrações, vale a pena reservar uma visita guiada!

Parque Nacional de Nikko

É um parque que revela a natureza maravilhosa de Nikko. Com muitas árvores e vegetação, o local é excelente para trilhas e caminhadas pelos lindos cenários que a natureza concede. O parque é muito organizado, bem cuidado e limpo, aliás são características de quase todos os espaços do Japão.

Neste parque estão templos xintoístas e budistas que fazem parte da história do Japão. Um dos principais é o Nikko Toshogu, declarado pela UNESCO como patrimônio da Humanidade.  

Santuário Xintoísta Toshogu 

Tire um tempo para conhecer esse templo. É um complexo onde são encontradas diversas construções como, por exemplo, o Portal Dourado Yomeimon, considerado Tesouro Nacional do Japão e um famoso santuário, o Toshogu. 

Toshogu 

É dedicado ao líder samurai Tokugawa Ieyasu. Neste santuário, na parte mais alta,  está sua tumba. 

O santuário é composto por várias construções de lenha, onde as cores vivas, como o vermelho-escuro,  se destacam. Outro aspecto curioso é o bosque de cedros muito altos que rodeia todo o conjunto.

No santuário Toshogu há também o Estábulo Sagrado

Em seu portal estão os 3 Macacos Sábios, cujos nomes são Mizaru – o que não vê (cobre os olhos com as mãos), o Kikazaru – o que não ouve (cobre os ouvidos) e Iwazaru – o que não fala (cobre a boca). 

Aliás, você sabia que são os 3 tradicionais macaquinhos sábios de Nikko que representam um provérbio japonês que revela a cultura e costumes de como proceder? 

Vale a pena conhecer o japão
De fato, vale a pena conhecer o Japão, suas curiosidades e seus templos!

Yokohama 

Yokohama é a segunda maior cidade do Japão e continua sendo um destino favorito para viagens de um dia saindo de Tóquio, especialmente para famílias com crianças. Há muito para ver e fazer, incluindo belos parques e um lindo jardim tradicional japonês, museus fantásticos e uma ótima opção para fazer compras e comer.

Entre os pontos mais interessantes a visitar estão:

  • Minato Mirai 21
  • Zoorasia (um curioso zoológico)
  • Parque Yamashita
  • O Bairro Chinês – Yokohoma Chukagai
  • O Estádio Internacional de Yokohama 
  • O Sankei-en Garden (jardim japonês) 
  • Harbor Vew Hill Park

Minato Mirai 21

Minto Mirai significa Porto do Futuro em japonês. Esta zona urbana abriga várias atrações e você pode conhecer um dos maiores arranha-céus do mundo, o Yokohama Landmark Tower (ele conta com quase 296 m de altura). É também nesta região que você conhecer o Yokohama Cosmo World, isto é, o Parque temático de diversões onde acontece a Pikachu Parade. Em suma, essa é uma região futurista com muitos prédios e arquitetura única.

Zoorasia (um curioso zoológico)

Nele existem diferentes espaços climáticos, por exemplo, há a zona de floresta tropical, a zona asiática, o espaço subaquático, a área africana e a zona amazônica. O Zoorasia está localizado fora do centro de Yokohama e é mais facilmente acessado pela Ferrovia Sotetsu da Estação Yokohama.

Parque Yamashita

Este é um parque situado à beira-mar que liga diversas atrações. Por meio de uma passagem você pode conhecer as principais atrações do parque, que são:

  • Hikawa Maru. Um antigo navio de luxo de 1920 com a visitação é aberta ao público 
  • Yokohama Marine Tower. Um farol com 106 m de altura, está entre os maiores do mundo. Também é aberta aos visitantes. 
  • E andando mais para o lado sul você se depara com a maior Chinatown do mundo. 
  • O Guardião da Água. A escultura “Guardião da Água” foi originada em San Diego por Donal Hord. Esta é uma réplica, que foi enviada para Yokohama como presente da Comissão de Amizade San Diego-Yokohama.

Nara  

Nara é uma cidade japonesa bem peculiar, que também já foi capital do país. Quando for visitá-la não se assuste quando se deparar com algum de cervo passeando pela rua, já que os cervos são para este povo animais do céu, protetores da cidade e da nação. São considerados celestiais e não podem ser perturbados. Esta cidade antiga abriga três locais do Patrimônio Mundial, incluindo Monumentos Históricos da Antiga Nara, Monumentos Budistas na Área Horyuji e Locais Sagrados e Rotas de Peregrinação na Cordilheira Kii.

Estas são as principais atrações para conhecer em Nara:

  • O Kasuga-Taisha
  • Parque de Nara
  • Todai-Ji

O Kasuga-Taisha

O maior santuário de Nara abriga quatro divindades principais e doze deuses da sorte. Kasuga Taisha é considerado um dos locais mais sagrados de todo o Japão. Como um lugar onde vários deuses são consagrados, atrai devotos e turistas que buscam uma experiência xintoísta icônica. Em suma, é um santuário xintoísta considerado um dos mais sagrados.

Outra atratividade legal em Nara é o Parque Nara e Todai-ji, que é um templo budista. A melhor forma de conhecer Nara é fazendo uma visita guiada!

Hiroshima 

Hiroshima é uma das cidades mais famosas da história do mundo. Foi vítima da Bomba Atômica em 1945. Atualmente, este local do ataque nuclear é um dos principais destinos turísticos do Japão. É composto por três atrações agrupadas no centro de Hiroshima. Isto é, o Museu Memorial da Paz, o Parque Memorial da Paz e a Cúpula da Bomba Atômica, cujos restos esqueléticos são uma lembrança sombria da devastação da guerra nuclear.

As melhores coisas que fazer em Hiroshima são:

  • Conhecer o Museu Memorial da Paz
  • Visitar o Memorial Parque da Paz
  • Visitar a cúpula da Bomba atômica
  • As Chamas da Paz
  • O Children ‘s Peace Memorial

Sem dúvida, vale a pena visitar cada um deles! Por isso, veja a seguir uma breve descrição dos melhores lugares para visitar em Hiroshima:

Museu Memorial da Paz 

O museu Memorial da Paz em Hiroshima preserva a memória do primeiro ataque nuclear com seu acervo. Por isso, você encontrará nesse museu depoimentos, fotos e muito documento que retrata como foi esse ataque na época. Aliás, vale a pena saber que o Museu foi edificado bem próximo ao local onde a bomba explodiu e traz uma lição impressionante de paz em seu acervo.  

Parque Memorial da Paz

Espaço verde com muitos monumentos e museu. O parque foi construído sobre o antigo centro comercial da cidade que foi destruído com um ataque. Além do museu, o parque também conta com documentos e estruturas que relembrar o impacto do ataque nuclear. A cada ano, milhares de pessoas se reúnem às 8h15 do dia 6 de agosto, momento da explosão da bomba, para o soar do sino da paz. 

Na área há ruínas do antigo prédio da prefeitura de Hiroshima. É chamado Genbaku Domu (Atomic Bomb Dome). Esta estrutura foi conservada no decorrer do tempo para relembrar o horror daquele fatídico dia. 

Kamakura

Kamakura fica perto de Tóquio e é ideal para uma viagem rápida de 1 dia. A cidade é muito simpática e você encontra mais de 100 templos e santuários e o grande Buda.

Essas são algumas coisas que fazer em Kamakura:

  • Conhecer o Buda de Kamakura
  • O Museu de Tesouros Nacionais
  • O templo Hasedera
  • O Santuário Tsurugaoka Shrine
  • Conhecer o comércio local

Osaka

Osaka fica bem perto de Kyoto.  É um dos grandes centros financeiros do Japão e também é uma das cidades mais antigas. Com charme tradicional e um toque de modernidade, Osaka é uma cidade incrível que oferece algumas das melhores comidas, cultura e vida noturna do Japão. Além disso, nela há muitos palácios imperiais do século IV. Isto é, construções antigas em contraste com a arquitetura moderna que apresenta.

Além disso, Osaka conta com outros pontos de interesse turístico bem interessantes, como por exemplo:

  • Castelo de Osaka
  • Parque temático Universal Studios
  • Visitar a Torre de Tsutenkaku
  • Fazer um tour gastronômico por Dotonbori
  • Conhecer a roda gigante Tempozan
  • Ver a cidade do edifício
  • Ir ao teatro Nacional Bunraku

Osaka, Japão.
Osaka é parada obrigatória e fica pertinho de Kyoto

Castelo de Osaka (Osaka Castle)  

Construído em 1597, o Castelo de Osaka possui 7 museus e um observatório para apreciar a cidade. Um aspecto curioso neste local é o passeio de barco pelo fosso do castelo. Neste passeio você pode aproveitar a natureza e fazer um picnic no bosque com belas árvores.

Universal Studios Japan  

Em Osaka também há um parque temático, isto é, o Universal Studio Japan. Neste parque você vai se divertir muito, sobretudo se viajar com família! Vale a pena comprar o ingresso para o Universal antecipado.

Vale a pena conhecer o japão?
Universal Studios e o Nintendo World

Visite Tsutenkaku Tower

Uma torre de observação que teve como inspiração a famosa Eiffel de Paris. Ao subir na torre, você pode ver o arranha-céu mais alto do Japão, Abeno Harukas além da área verde do Parque Tennoji e o Zoológico Tennoji. Ambos estão localizados a cerca de dez minutos a pé do edifício.

Faça uma excursão gastronômica em Dotonbori

Aprecie a gastronomia japonesa experimentando comida de rua do Japão. Entre as iguarias saboreie o popular takoyaki bolinhos de polvo e a panqueca japonesa feita de carne de porco e repolho.  

Hakone

De Hakone ninguém sai sem banhar-se em alguma fonte de águas termais. Hakone está situada na base do vulcão Monte Hakone e é conhecida por suas águas termais e por favorecer uma vista linda do Monte Fuji. Além das águas termais, é possível fazer um passeio no barco pirata, no Lago Ashinoko, para ver o Monte Fuji.

Estes são os principais passeios para fazer em Hakone:

  • Nadar nas águas termais de Hakone Kowakien Yunessun
  • Fazer um passeio de barco pirata
  • Conhecer o museu ao ar livre
  • Comer os ovos pretos de Hakone

Conhecer o Parque temático Hakone Kowakien Yunessun

Neste parque não só as pessoas se banham em fontes termais naturais, como também podem fazer um banho originalíssimo com águas termais com café, ou vinho tinto. Neste parque vale a pena passear de trem em meio a florestas e pontes e conhecer o vale vulcânico, o Owakudani. Aliás, você até pode ver a atividade vulcânica com gases de enxofre e vapor saindo por algumas brechas.

Fazer um passeio de barco pirata

Os “navios piratas” do Lago Ashi de Hakone oferecem aos visitantes uma visão de perto da beleza natural da região. A mais recente adição à frota do Hakone Sightseeing Cruise, o Queen Ashinoko, possui um interior projetado por Mitooka Eiji.

Passeio de barco pirata no Lago Ashinoko em Hakone, Japão.
Hakone deve ser visitada quando você for ao Japão!

Visitar o museu ao ar livre

Em Hakone você pode conhecer o primeiro Museu ao Ar livre do Japão. Neste museu, centenas de obras de arte de artistas japoneses e de outros países do mundo estão expostas ao ar livre. O passeio consiste em percorrer os caminhos, observando estas obras enquanto usufrui da linda natureza da montanha.  

Ovos pretos de Owakudani

São ovos cozidos nas águas termais com teor grande de enxofre, ou seja, quando os ovos são cozidos nesta água quente das fontes termais, eles ganham uma cor preta. Mas é só a casca que fica preta. O pessoal acredita que comê-los aumenta a saúde e prolonga a vida.  

De fato, o Japão tem muito mais a oferecer para quem visita! E com tantas atrações, vale a pena conhecer o Japão?

Vale a pena conhecer o Japão?

De fato, há muitas outras cidades, atrativos e muita diversão que não foi possível citar aqui. Então, se acaso você está se perguntando se vale a pena conhecer o Japão, a resposta é sim. Vale muito a pena conhecer o Japão não só pela sua cultura e diversidade, mas também por tudo o que o país tem a oferecer.

Além disso, o Japão é considerado um dos países mais seguros do mundo e tem uma das menores taxas de criminalidade global. Por isso, os japoneses costumam deixar suas portas destrancadas, as crianças estão perfeitamente seguras viajando no metrô sozinhas e os visitantes podem andar pelas cidades à noite sem ter que se preocupar.

Por isso, se o seu sonho é conhecer as cidades do Japão, vá em frente, informe-se ao máximo, faça seu planejamento, vá e seja bem feliz. Ah! E se acaso você quer saber como se mudar para o Japão, saiba que é necessário alguns documentos diferentes de uma viagem de turismo para o Japão. E uma vez que você ir ao Japão, conta para gente aqui nos comentários como foi? Se curtiu este post sobre as cidades do Japão, compartilhe!

Por fim, você também vai gostar de conhecer tudo sobre as Maldivas. E, ainda na Ásia, veja nosso roteiro de 20 dias pela Tailândia!

Perguntas Frequentes

Qual é o mês mais frio no Japão?

O mês mais frio no Japão é janeiro, já o mês mais quente é agosto. Enquanto que as temperaturas em agosto giram em torno de 26 ºC, no mês mais frio a média é de apenas 5 ºC.

Vale a pena conhecer o Japão?

Sim, sobretudo por ser um país amigável, seguro e rico em cultura e história. Por isso, certamente vale a pena conhecer o Japão.



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.