de lugar nenhum - o que conhecer na tailândia

Longe de querer parecer um clichê, mas você não pode passar dessa vida sem antes conhecer a Tailândia. Este é um dos países mais exóticos do mundo. É lá onde você encontrará as selvas mais perigosas e as praias mais exuberantes do planeta.

Em um lugar onde a cultura é completamente diferente da nossa cultura ocidental, há ainda algumas semelhanças com o povo brasileiro.

O fato de os tailandeses serem extremamente calorosos e receptivos é uma delas, por exemplo. Festivais, tradições milenares, florestas encantadoras e templos sagrados são alguns dos lugares que te esperam por lá.

Então, coloque a sua mochila e viaje conosco para os encantos da Tailândia. Boa leitura!

Recomendações antes de viajar

Antes de falarmos sobre alguns pontos incríveis deste país, é bom que você tome algumas precauções na hora de planejar a sua viagem para a Tailândia.

Você não precisará de visto para entrar na Tailândia, contanto que a sua estadia não exceda os 90 dias.

Porém, você precisa necessariamente portar um certificado provando que já foi vacinado contra a febre amarela. Esse certificado será checado ainda na imigração.

Fazendo sua mala – O que conhecer na Tailândia?

Outra dica que pode salvar a sua viagem é para que leve apenas uma bagagem de mão.

Sabemos que para muitas pessoas isso é algo quase impossível, mas você deve fazer um pequeno esforço para não levar uma bagagem muito grande. 

Primeiro que o clima lá é bem ameno. Por isso, você não precisa levar roupas muito pesadas. Aliás, não deve! Além do fato de que você não vai usar essas roupas por lá, ainda poderá pagar pelo excesso de bagagem, o que é bem caro para voos internacionais.

Agora, se você tem planos de comprar lembrancinhas por lá, a melhor coisa a se fazer é viajar com apenas uma bagagem de mão e comprar uma nova mala lá na Tailândia mesmo, caso as coisas não caibam na sua bagagem de mão.

Em geral, os produtos são bem baratos na Tailândia. Você gastará muito menos se comprar uma mala nova e despachar para o Brasil do que pagar pelo excesso de bagagem partindo daqui.

E, claro, para viajar com conforto e segurança, é importante contratar um seguro viagem de qualidade antes de sair do Brasil. Veja o que conhecer na Tailândia.

Kho PhiPhi

logo após, Phi Phi é um pequeno arquipélago da Tailândia que abriga algumas das praias mais bonitas do mundo. Lá, a água é totalmente cristalina, cor de esmeralda.

Phi Phi Don acabou se tornando uma das ilhas mais famosas da região, já que foi severamente destruída por um mega tsunami que aconteceu em 2004.

o que conhecer na tailândia - de lugar nenhum (1)

Lá você ainda poderá visitar, ao mesmo tempo, um memorial que foi construído em homenagem às pessoas que não sobreviveram. 

Nesta ilha, você ainda poderá ver bem de perto moradores inusitados: macacos que adoram roubar a comida dos turistas que visitam a região!

Vale a pena fazer esse passeio a qualquer momento do dia, seja pela manhã para ver o nascer do sol, ou durante o pôr do sol. 

Mercado flutuante da Tailândia – Bangkok

O mercado flutuante de Bangkok, chamado Damnoen Saduak, deve ser, sem dúvidas o mercado mais inusitado do mundo. 

Imagine um canal onde algumas pessoas andam pelas margens enquanto a maioria compra e vende dentro dos barcos!

Esse é um mercado onde você poderá encontrar de tudo. Carnes, frutas, legumes, verduras e cereais. Mas justamente por ser um mercado diferente de qualquer outro, acaba atraindo muitos turistas, e, consequentemente, seus preços são maiores.

Se é a sua primeira viagem à Tailândia, vale a pena contratar empresas de turismo locais para fazer esse passeio. Em média, você gastará R$260 reais (o dinheiro local é o Bate), enquanto que se alugar um barco por conta própria gastará em torno de R$70.

A diferença é que a empresa deixará você no local e buscará na hora do almoço para levar ao hotel.

Barateando os custos – O que conhecer na Tailândia?

No entanto, você também pode optar por vias mais baratas, como chegar de ônibus ou táxi. Mas, então, como o idioma na Tailândia é bem complicado, se você não falar bem inglês, o recomendado é que busque por uma empresa especializada que conduza você até os destinos de passeio.

Até porque, um táxi não sai tão mais barato assim. Em dólares, você gastaria uma média de 70 USD até o mercado, partindo da região central de Bangkok. No final das contas, acaba saindo até mais caro!

Conheça o Mercado Chatuchak

Logo depois, falando em mercados inusitados, você também precisa conhecer o Mercado Chatuchak, simplesmente o maior mercado do mundo a céu aberto.

Para você ter uma ideia, são mais de 15 mil barracas vendendo produtos!

Imagine a feira onde você costuma ao final da semana. Agora multiplique isso por 100. É mais ou menos esse o tamanho do mercado.

O mais legal é que você encontra de tudo lá. Desde antiguidades a peças de artesanato, souvenirs, roupas, sapatos, alimentos e acessórios.

É como um shopping a céu aberto. E como você pode imaginar, o mercado atrai muita gente. Por dia, são mais de 200 mil turistas conhecendo o local.

Por isso, se você quiser conhecer com calma, chegue bem cedo. E tome cuidado com o que você vai comer, especialmente alimentos crus que levam frutos do mar como base. Cheque a higiene do lugar.

Parque Chatuchak

Em seguida, Logo ao lado do mercado fica localizado o Parque Chatuchak. É um dos maiores e mais bonitos parques da região. Se você gosta de natureza, é um passeio completo.

Você pode chegar cedo, conhecer o mercado, andar pelas barracas, fazer muitas compras e depois descansar no parque.

Para chegar até lá, você não precisa pegar um táxi ou contratar uma empresa, já que a entrada do parque está praticamente ao lado de uma estação de trem. A estação é a Kamphaengpecth, e você não levará mais do que 5 minutos caminhando para chegar até o parque.

Mas fica a dica: se você não é do tipo de pessoa que gosta de multidões, evite ir até o mercado. Alguns trechos são, digamos, muito claustrofóbicos e lotados de pessoas!

Além disso, ao fazer passeios assim, é importante andar sempre com segurança. A melhor forma de fazer isso é contratando um seguro viagem antes de pegar um voo. 

Festivais tradicionais da Tailândia

A Tailândia é um país muito religioso e devoto a Buda. Por isso, é comum que todos os meses sejam realizados festivais dos mais diversos tipos.

Independentemente da época em que você resolver viajar para lá, fica a dica: vale muito a pena participar desses festivais. 

No início do ano, por exemplo, durante a época do Carnaval no Brasil, a Tailândia comemora o Festival das Flores, uma data religiosa no país. Todos os cantos ficam forrados com os mais diversos tipos de flores de todas as cores. É um espetáculo!

E em abril, os tailandeses comemoram a chegada do ano novo. É o famoso Ano Novo Tailandês. No idioma local, o festival é conhecido como Songkran. 

É parecido com o carnaval, mas as festas geralmente acontecem perto da água, já que a própria água tem um simbolismo forte no país.

Outro festival que você não pode deixar de conhecer é  Loi Krathong, ou, Festival das Lanternas. Ele acontece sempre no final do ano, no mês de novembro, e vários desfiles acontecem em algumas cidades, onde as pessoas levam barcos com lanternas e balões.

No final, vários balões enchem o céu de noite. É uma visão inesquecível para quem presencia o festival!

White Temple Na Tailândia

Quer mais uma dica de um passeio bem diferente? Conheça o Wat Rong Khun, um dos templos mais bonitos da Tailândia.

Ele fica localizado em Chiang Rai, uma cidade distante 3 horas de Chiang Mai. Mas por que o templo é tão especial?

Porque além de ele ser totalmente branco, mistura a arte pop com muitos símbolos do budismo.

Na verdade, olhando de fora pela primeira vez, dá até a impressão de ser um castelo de neve, daqueles que saem diretamente dos desenhos.

Embora a ideia de que os templos tailandeses sejam milenares, este é bem recente. Sua construção começou no ano de 1997.

O caminho que leva até o templo é, então, excêntrico. Uma espécie de ponte é margeada por um grande círculo, que representa o início da vida, a morte e o renascimento.

Acontece que o que tem logo abaixo da ponte não é água, mas centenas de esculturas de mãos, que dão a impressão de que vão agarrar e puxar você para baixo. Essas mãos representam os pecados dos seres humanos.

Mas existem algumas regrinhas para entrar lá. Apesar de a visita ser gratuita, não é permitido tirar fotos no interior do templo.

Além disso, você não poderá usar camisetas de manga curta. É preciso tapar ombros e pernas, e você não poderá comer dentro do templo, muito menos levar animais para lá.

De qualquer modo, é um passeio que vale muito a pena ser feito!

O que conhecer na Tailândia?

Você gostou de conhecer um pouco mais sobre os principais pontos turísticos da Tailândia? Não se esqueça de sair de casa com segurança! Visite aqui e entenda mais sobre o seguro viagem.

Não esquece de compartilhar com aquele seu amigo com viagem marcada para a Tailàndia!



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.