Tarragona

Tarragona – Cartoixa d’Escaladei

Depois das águas de Março que fecharam o inverno aqui na Europa, finalmente tivemos um fim de semana de sol e fomos pra província de Tarragona, mais precisamente para Cartoixa d’Escaladei,, pra receber o primeiro dia de primavera nas montanhas da Espanha.

A cultura da escapada de carro para lugares perto da cidade onde você mora é algo muito comum aqui na Espanha e como boas aventureiras que somos, aproveitamos que as restrições de nossa região diminuíram levemente nesse período e decidimos sair um pouco da cidade e aumentar um pouquinho mais a distância física de multidões. Ir pras montanhas e de carro é a melhor saída às vezes pra ficar bem longe da multidão.

Tarragona- De Lugar Nenhum

De onde vocês tiraram a idéia de ir pra Cartoixa d’Escaladei, Dora Vitória?

O lugar escolhido da vez foi a Cartoixa d’Escaladei, um monastério localizado no fundo de um vale protegido pela cordilheira Montsant, na província de Tarragona na Catalunha. É relativamente bem próximo aqui de Barcelona, em torno de 140 kilometros, dá mais ou menos duas horas de carro.

Depois do meu primeiro texto sobre Marseille na França, pode-se perceber que somos “wine lovers” e, como boas latino-americanas (e também uma espanhola de Astúrias) que vivem em Barcelona, sempre buscamos lugares onde podemos conhecer um pouco mais sobre esse tema.

Mas e o momento, não está perigoso? Tarragona, Cartoixa d’Escalade

Por ainda estarmos em uma situação mundial delicada onde não podemos simplesmente realizar degustações de vinho infinitas (conhecidas aqui como Catas de Vino) e também porque uma de nós estaria dirigindo e não ia poder consumir álcool, desta vez escolhemos apenas fazer uma viagem rápida de carro do tipo bate-volta mesmo, em um dia.

Mas não se preocupem deu pra aproveitar um pouco e já temos o plano de voltar entre setembro e novembro pra aproveitar a época das colheitas e devidamente equipadas com um motorista, ou mesmo pra ficar mais tempo e passar a noite por lá. Em breve mais detalhes!

Escaladei – Cartoixa d’Escaladei (Tarragona)

Escaladei se encontra na comarca de Priorat, a duas horas de carro como eu disse aqui em cima, aqui de Barcelona. A região vinícola possui duas denominações de origem: D.O. Montsant y D.O. Priorat e ambas produzem excelentes vinhos, especialmente tintos.

Voltando ao lugar que escolhemos para visitar, o monastério de Escaladei (conhecidos aqui como Cartujas, ou Cartuixas em catalão) foi o primeiro da península e esteve envolvido na fundação de muitos que foram criados posteriormente.

Neste espaço tranquilo, os monges cartuxos seguiram um modelo de vida marcado pelo silêncio e pela oração, combinando a solidão eremita com a proteção da vida comunitária.

Além do destino, o caminho

Saímos de Barcelona um pouco mais tarde do que deveríamos, às 11h da manhã. Como o dia foi planejado para que pudéssemos aproveitar sem stress, não nos importamos muito com os atrasos e deixamos o dia nos levar.

No caminho de ida, pegamos por engano a estrada sem pedágios, que é um pouco mais lenta e com mais curvas (se você sente um pouco de enjôo com esse tipo de estrada recomendo que pegue a Autopista, a famosa rodovia ou que não tenha muita pressa e aproveite o caminho numa velocidade mais lenta).

O especial dessas estradinhas é que você vê inúmeras plantações de amêndoas e claro, uvas

Primeira parada: Torroja del Priorat

Nossa primeira parada foi para o almoço em Torroja del Priorat, uma cidadezinha localizada literalmente na lateral de um monte e super charmosa.

Com o clima primaveril, com um sol gostoso mas um vento geladinho, percebemos a cidade com quase nenhum movimento.

Poucos moradores caminhando pelas ruas e os restaurantes mais vazios, mas que trouxe uma vibe convidativa para voltar no verão e apreciar a vista da pracinha que encontramos ao lado do restaurante escolhido.

A comida

Infelizmente estávamos com tanta fome e o cheiro tão maravilhoso que me esquecia que havia um mundo afora e ataquei assim que a comida chegou na mesa. Mas tomei a liberdade de pegar uma foto na rede social deles (patrocina a gente Cal Joc, vamos amar haha!)

O restaurante

Paramos no Restaurante Cal Joc ( Carrer de la Bassa, 9 – 43737, Torroja) que fica bem na entrada da cidade e que tem a terraza justo ao lado da pracinha, com algumas árvores e o maravilhoso som dos pássaros. 

Fotos do menu do Cal Joc, mas logo abaixo digo o que comemos…

Mas deixo aqui uma breve descrição do que comemos:

  • Amanida d’Esparrecs: Salada de aspargos com alface, tomate cereja, cebola, azeitonas pretas e uma redução de vinagre balsâmico. Acompanhada de umas torradinhas.
  • Llonganissa de Falset: Linguiças feitas artesanalmente na cidade de Falset acompanhadas de feijão branco e batata assada .
  • Xai de criança própria de Falset: Cordeiro também de Falset acompanhado de cogumelos temperadinhos e batata assada.
  • Conill: Carne de coelho acompanhada de cogumelos temperadinhos e batata assada

Os pratos com carne todos são feitos na churrasqueira (na Espanha falamos “a la brasa”) e acompanham um pãozinho delicioso e salsa Aioli (um tipo de maionese de alho super típica).

E o vinho, o vinho! Divino! Feito na região e servido direto do barril em uma garrafa de barro lindinha.

Tarragona
Vinho para as passageiras, Vichy Catalán para a motorista.
Tarragona
Aqui há um espaço para a sobremesa que me deixou chocadíssima: encontramos uma versão catalã do Romeu e Julieta!

Comemos até que não aguentamos mais, depois tiramos um tempinho tomando sol café e comendo mais uma sobremesa espaço para a sobremesa até conseguirmos levantar e seguimos nosso caminho “sinuoso” até a Cartoixa d’Escaladei. Tarragona.

Chegando na Cartoixa, Tarragona

Já ao estacionar o carro ficamos impressionadas com a vista das montanhas. Compramos nossas entradas online para facilitar o acesso, já que chegamos perto da hora de fechar e nos encaminhamos para o passeio.

A recepcionista nos indicou começar pela parte mais alta e fazermos o “caminho contrário” por causa do sol e do horário (a maioria dos museus que fui aqui na Espanha em tempos de pandemia agora possuem um caminho a ser seguido, mas em locais abertos temos a liberdade de seguir o nosso próprio). Tarragona faz jus.

Tarragona

Por dentro do Monastério

E então seguimos para o ponto mais alto do local, o Claustro: as residências dos monges que faziam voto de silêncio. Neste lugar, além dos quartos e um pequeno jardim, também há salas para trabalhos manuais como pintura e cerâmica, e um oratório dedicado a orações contemplativas e estudos religiosos.

Ao continuar a nossa descida, passamos por alguns lugares fechados para o público pois há uma escavação ainda em curso do que me pareceram ser antigas construções, também uma fonte e alguns espaços enormes onde se encontravam a hospedaria, refeitório, a igreja e outros mais.

Por ser uma ruína, poucos móveis conseguiram ser recuperados e, por isso, a maioria dos locais está vazia, mas a grandiosidade do lugar já impressiona por si só (espero que vocês consigam sentir uma parte desse sentimento que eu tive ao entrar nos espaços pelas fotos e para em breve sentirem pessoalmente também!).

E mais alguns detalhes do caminho de entrada, que são lindíssimos!

Neste dia tínhamos que estar de volta a nossas casas até as 22hrs pelo toque de recolher da Espanha e já eram 18h quando deixamos o monastério.

Decidimos pegar uma estrada um pouco mais longa mas com menos curvas para voltarmos para Barcelona e ainda termos tempo de chegar sem pressa.

Por último mas não menos importante, todo o trajeto foi feito com um plano aberto para qualquer mudança e sem pressa, assim além de conhecermos um lugar incrível, também demos muitas risadas e vivemos uma nova história pra contar pra vocês.

Espero que vocês tenham gostado e até a próxima! Beijos da Dora, ops, da Vitória!

Aproveite os nossos descontos

bulgaria sofia
bulgaria sofia
ademais
afinal
aliás
analogamente
anteriormente
assim
certamente
conforme
conquanto
contudo
decerto
embora
enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
ademais
afinal
aliás
analogamente
anteriormente
assim
certamente
conforme
conquanto
contudo
decerto
embora
enfim
enquanto
então
entretanto
eventualmente
igualmente
inegavelmente
inesperadamente
mas
outrossim
pois
porquanto
porque
portanto
posteriormente
precipuamente
primeiramente
primordialmente
principalmente
salvo
semelhantemente
similarmente
Tags: No tags

13 Responses

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *