Minha primeira viagem internacional. Foto de um avião decolando.

Se acaso você estiver a ponto de fazer a sua primeira viagem internacional, é provável que esteja com uma mistura de emoções. A parte de estar muito feliz com a viagem, você certamente estará com alguns receios e medos, além de estar pensando sobre tudo o que pode acontecer, seja bom ou mal. Não é mesmo? Por isso, resolvi escrever sobre a minha primeira viagem internacional, pois, dessa forma, espero poder ajudar a você a acalmar os nervos e fazer uma viagem tranquila!

Na minha primeira viagem internacional eu estava nervoso? Sim, isso nem precisa ser dito. Ademais, eu também estava repleto de medos. No entanto, esse sentimento foi temporário, já que sabia que muitas outras viagens ainda estavam por vir. Mesmo porque, quando você começa a viajar, e pega gosto, é difícil parar. E isso é fato!

Em suma, contarei um pouco da minha experiência e compartilharei algumas dicas. Tudo isso para você se dar bem e não cometer alguns erros comuns de primeiros viajantes. Vamos lá?

Qual foi a minha primeira viagem internacional?

Eu considero a minha primeira viagem internacional aquela que planejei tudo, logo após começar a trabalhar. Ou seja, a que eu pesquisei, fiz o roteiro e reservei minha própria hospedagem. Isso porque eu já havia viajado antes, mas foi quando eu ainda era criança. Tampouco lembro direito. Ou seja, não conta.

Os destinos da minha viagem foram dois: Buenos Aires e Montevideo. Eu estava muito ansioso, afinal, era um novo mundo que descobria. Não só por isso, como também por ser outro idioma e outra cultura. Enfim, tudo novo. Eu sabia que teria muita aventura e coisas diferentes pela frente.

Bom, como você já deve estar com esse frio na barriga, vamos a algumas dicas para você aproveitar ao máximo a sua primeira viagem.

O roteiro da sua primeira viagem internacional

Como você passará por uma experiência nova na sua vida, o que eu sugiro é planejamento. Quanto mais você se planejar, e deixar as coisas organizadas, mais tranquila vai ser a sua viagem.

Pesquise muito! Pesquisar, além de ser uma delícia, é vital para fazer uma boa viagem. E como é a primeira, tem que ficar marcada com coisas boas, não é mesmo? Lembre-se, é a viagem que você vai levar para sempre com muito carinho!

É claro, perrengues existem. E muitas vezes eles acontecem e estão fora do nosso controle. Portanto, se você enfrentar um, mantenha a calma e não deixe isso estragar a sua viagem.

A seguir estão os principais temas que você deve ter bem definido na sua primeira viagem.

A escolha do destino

Antes de qualquer coisa, você precisa escolher para onde você vai. Eu sugiro que seja algo que tenha a ver com você e com a sua personalidade. Indico também que seja mais próximo do seu país, se você tiver essa possibilidade. Por ser uma primeira experiência é bem válido estar “perto” da sua casa. Claro, a sua viagem dos sonhos pode ser para a Europa ou Ásia. Neste caso, se você não tem nenhum receio, você deve ir!

Indico que você tenha um arquivo separado para o planejamento da sua viagem. Pode ser uma lista ou mesmo uma planilha. Pois, assim, você vai colocando tudo que você pesquisar nela. Pode ser desde passeios, restaurantes até hospedagens. Por fim, veja também a estação do ano no período que você visitar. E não se esqueça de levar as roupas adequadas. Isso é muito importante!

Além de tudo que foi comentado acima, uma das coisas mais importantes é a documentação necessária para o país que você vai visitar.

Documentação

Decerto, a documentação necessária é um dos pontos mais importantes. Por isso, você precisa saber se viajar para seu país de destino precisa de visto ou somente de passaporte. Para saber mais sobre vistos para outros países, confira o site do Itamaraty, que é fonte mais confiável para nós. Ademais, existem países que você pode viajar sem passaporte, somente com seu RG. Acredita?

Se acaso você precisa tirar o passaporte. Deixamos o link oficial do Brasil. Basta seguir os passos. Ah! Alguns países também exigem vacinas. Consulte sempre antes de comprar a passagem, tudo bem? Você pode ver a lista de vacinas no site do Itamaraty.

Os valores e o planejamento financeiro

Sobre o planejamento financeiro, é importante ter em mente as diferentes maneiras de economizar para viajar. Por exemplo, se você é uma pessoa que usa bastante cartão de crédito, veja se está acumulando milhas através dele. Uma interessante forma de economizar é concentrar os gastos neste cartão, somente para acumular milhar. As milhas valem ouro, não desperdice isso de jeito nenhum!

Uma vez que você tenha economizado para sua viagem, o próximo passo é pensar no custo médio do seu destino. Portanto, pesquisar os valores de custo da cidade que você vai visitar.

A saber, tem um site que eu uso absolutamente todas às vezes em que eu viajo. É o Numbeo. Esse site nos diz quais são os custos de vida em quase todas as cidades e países. Eu amo esse site e sempre arraso nele.

Com isso, você terá uma ideia de quanto precisa para viajar. E melhor? Já vai estar totalmente preparado para iniciar essa jornada.

Onde se hospedar na minha primeira viagem internacional?

A seguir listo as formas mais comuns de se hospedar em uma viagem. Começando por hotéis.

Hotel

Existem muitos tipos de hotéis. É importante que você escolha o que combine com você. Tem gente que só fica em hotel de luxo ou que prezam pelo que tem área de lazer. O importante mesmo é se hospedar com conforto.

Muitos hotéis incluem em suas tarifas café da manhã. Se essa é uma boa opção para você, não pense duas vezes. Além disso, existem hotéis com bons serviços e quarto sempre arrumado e limpo.

Certamente, o ponto positivo de se hospedar em hotel é o conforto. Por outro lado, o lado negativo é que pode sair mais caro por isso. Indico que use uma ferramenta de busca de hotel como, por exemplo, o Booking.

Airbnb

Outra forma de se hospedar é alugando uma casa, ou um quarto, perlo Aribnb. Neste caso, cada locatário tem a sua regra. No site, você pode ver quais são as regras e as fotos dos locais nos anúncios.

Muitas vezes sai bem mais barato que reservar um hotel e tem alguns pontos que são muito legais. Um exemplo é conseguir dicas do que fazer com os donos, já que geralmente são moradores da cidade. Eles podem te dar várias dicas dos destinos e proporcionar trocas de culturais.

Hostels

A última forma de se hospedar da nossa lista e a mais barata de todas. E, certamente, dentro das três opções, é onde há a maior troca cultural. Um hostel é um tipo de acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes. No entanto, não é a melhor opção se você quer privacidade. Ainda que você possa ficar em quartos individuais, geralmente os banheiros são compartilhados.

É comum encontrar pessoas de todas as culturas e muito dispostas a fazer amizades. Por fim, acaba sendo uma experiência muito legal.

Se acaso você busca por algum hostel, a melhor plataforma é a Hostel World.

Sua bagagem

Atualmente está um pouco mais caro levar bagagens nas viagens. Antes, nos voos internacionais dentro da América do Sul era possível levar 23 kg de bagagem despachada (aquela que vai ao porão do avião). E, para os voos fora da América do Sul, duas bagagens.

No entanto, agora você tem que pagar uma taxa extra para levar sua bagagem despachada. Com direito somente a uma bagagem de 10 kg para levar com você na aeronave.

Sendo assim, verifique no ato que você comprar a sua passagem qual a franquia que você pode levar e evitar, dessa forma, surpresas quando chegar no aeroporto. Além disso, você deve verificar o que pode, e o que não, levar na bagagem, já que existem algumas restrições. Ou seja, veja bem o que você vai levar.

Dica de ouro? Quanto menos peso e bagagem, melhor. Raramente você usará tudo que vai levar, e ainda vai sobrar espaço para você fazer suas comprinhas na viagem.

Compras no exterior

Quem não sonha em fazer compras no exterior? Mas atenha-se, pois há uma cota para você poder comprar coisas sem pagar impostos. As informações completas estão no site da Receita Federal.

Resumindo, você pode comprar o equivalente a 500US$ em produtos sem ter que pagar impostos quando chegar no país, e ainda mais 500US$ em produtos no Duty Free Shop quando chegar no aeroporto no Brasil. Tudo que exceder esse valor você precisa declarar e pagar os impostos à parte. Esse imposto é calculado na hora.

Seguro Viagem na minha primeira viagem internacional?

Sim! Eu nunca viajo sem. Nunca sabemos o que pode acontecer, não é mesmo? Algum acidente, uma infecção ou problema de saúde durante a sua viagem…

Ademais, o seguro viagem também protege se acaso você for assaltado ou ter extravio de bagagem. Portanto, a melhor coisa é sempre ter um seguro de viagem para ficar tranquilo.

Uma vez eu precisei de hospital durante uma viagem aos Estados Unidos e cobriram tudo. Quer saber quanto foi? Pois, eu ia gastar em torno de 6000US$. O melhor é nunca precisar, mas se precisar vai agradecer em tê-lo.

Para o seguro viagem, recomendo os seguros promo para comparar os melhores preços de seguro para a sua viagem. Também há o IATI, que é nosso parceiro.

Uf! Penso que o básico que você precisa saber sobre sua primeira viagem internacional, e como planejar, está aqui. Espero, realmente, que você goste e se tiver alguma pergunta não hesite em me perguntar. Respondo com muito prazer!

Perguntas Frequentes

Como devo me preparar para minha primeira viagem internacional?

A principal forma de se preparar é planejar bem a sua viagem. Por exemplo, pensar bem no melhor tipo de hospedagem para você e pesquisar o custo médio do seu destino.

Devo me preocupar?

Não. De maneira geral, você não tem que se preocupar. Deixe os documentos organizados em uma pasta e tenha um roteiro pré-definido. Por fim, para tranquilizar-se, conte com um seguro viagem.



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

21 respostas

  1. Adorei o seu depoimento, conselhos e dicas! A primeira viagem internacional a gente nunca esquece, principalmente quando vamos sozinhos! Mas antes de acabar a viagem, a gente já pega todos os “macetes” e perdermos a insegurança! Ótimos relatos e dicas pra quem viajará a primeira vez pra fora do país! Adorei saber sobre a sua primeira viagem internacional!!!

  2. Adorei as suas dicas sobre a sua primeira viagem internacional! Quando fiz a minha, lembro que tinham tantas opções que fiquei até tonta kkkkkkk Mas é algo que a gente nunca esquece né?

  3. Muito bom o seu relato da sua primeira viagem internacional e melhor ainda, o compartilhamento da experiência e dicas. O viajante agradece.

  4. Minha primeira viagem internacional também foi na capital argentina. É muito comum as primeiras viagens de brasileiros ser neste lugar. E eu adorei a viagem aquele lugar maravilhoso. Abraçao.

  5. QUE INTERESSANTE saber sobre a sua primeira viagem internacional, Robba! Nossa, quantos erros que a gente comete quando é iniciante, ne? Sorte que isso só te aguçou a viajar mais e mais. Já salvei esse post para enviar aos nossos clientes de primeira viagem 🙂

  6. A minha primeira viagem internacional foi para a Itália e sim, foi inesquecível, a primeira, que você escolhe o roteiro, cuida de tudo e viaja, especialmente se for sozinha, vai definir o seu tipo de viajante para o resto da vida, e a minha não foi diferente, me definiu como a viajante que sou hoje, completamente apaixonada por novos e até velhos destinos.
    beijos

  7. A primeira viagem internacional de é marcante. Adorei ler l seu relato e dicas e acabei viajando na memória. Ela nos faz acreditar que podemos fazer outras.

  8. Minha primeira viagem Internacional também foi Buenos Aires, mas depois fiz Mendoza ao invés de Montevideo. Foi uma viagem inesquecível. Também tive medo no inicio já que era a primeira vez, mas foi uma viagem que mudou minha vida, pois desse dia em diante, minha meta de vida sempre foi viajar sempre e conhecer pelo menos todos os continentes.

  9. Adorei seu relato sobre sua primeira viagem internacional! Realmente é uma coisa que a gente não esquece nunca, principalmente quando é 100% planejada e paga por nós! Gostei muito de saber da sua experiência. Erros a gente comete e vai cometer sempre, né? Mas vivendo e aprendendo sempre! E depois que o bichinho da viagem nos pica… Não tem cura!

  10. Ótimas dicas! A minha primeira viagem internacional foi sozinha e para a Inglaterra. Eu tinha 20 e pouco anos e uma vontade enorme de conhecer o mundo. E o país dos meus sonhos era a Inglaterra – desde pequenininha, tinha saudade desse país que eu nem conhecia. Nessa época, não tinha celular e nem cartão de crédito, era na base do orelhão e traveller check, imagina! Foi uma experiência inesquecível – três meses perambulando pelo velho mundo. Um mês, com 2 amigas. O resto, sozinha. Aprendi muito!
    Adorei o seu relato, lembrei da minha aventura. Acho que todo mundo deve se aventurar assim, pelo menos, uma vez na vida.
    Parabéns pelo post e pelas dicas valiosas. Garanto que eu teria feito uma viagem muito melhor se tivesse tidos essas dicas.
    Grande abraço.

  11. A primeira viagem internacional a gente nunca esquece. E acho que é isso que você mencionou, muitas inseguranças e incertezas, mas uma grande expectativa. Minha primeira viagem internacional foi para Milão, Paris e Lyon e foi fantástica. Alguns perrengues sim, mas que me ensinaram muito para as viagens seguintes.

  12. Também fui pra Buenos aires na minha primeira viagem internacional. Foi inesquecível e mudou minha vida, pois viciei em viagens. Minha mente se abriu de uma maneira irremediavel. Seguro viagem eu nunca deixei de fazer pra viagem internacional. Viagem nacional uso normalmente o cartão de crédito e o convenio medico nacional. Mas provavelmente nas proximas viagens eu devo fazer um seguro nacional. a cobertura é maior e o preço é bem baixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.