amor nas ruas de são paulo

Segundo a música do incrível cantor Criolo, não existe amor em São Paulo. Claro, sabemos que a realidade de São Paulo é complexa e muito desigual, mas, com todo o respeito ao renomado cantor, existe amor em São Paulo ou não? E, para responder a essa pergunta, mostraremos alguns lugares que a nossa querida Ludimila Russo fotografou e envio, e que mostra um pouco de amor nas ruas da cidade! Aliás, esses são alguns lugares recomendados se acaso você está se perguntando o que conhecer em São Paulo. Vamos lá?


Porque visitar São Paulo?

Sobretudo por ser conhecida como a selva de pedra, deixamos de observar algumas bonitas sutilezas que existem na cidade. No entanto, sob essa perspectiva, São Paulo não é feita somente de concreto e, sim, de pessoas, de quase 13 milhões de moradores que contribuem cada dia para que a cidade seja melhor para todos. Ou seja, ao visitar São Paulo você conhece um novo mundo, seja por seus incríveis museus, ou pelas lojas e bares que as pessoas frequentam no dia a dia.

Como exemplo, veja a estatua do Parque do Ibirapuera abaixo. Essa estátua é uma réplica da obra original que esta no Museu do Vaticano. Ela representa Laocoonte e seus dois filhos, Antífantes e Timbreu, estrangulados por duas serpentes marinhas (uma lenda da Guerra de Troia também relatada na Eneida de Virgílio). Emocionante, não é mesmo?

Foto da estátua réplica representando Laocoonte, no Parque do Ibirapuera.
Réplica da estátua original do Museu do Vaticano.

Ah! E se acaso você não conhece, o Parque do Ibirapuera é um grande parque na cidade de São Paulo. No parque podemos curtir a natureza em meio a cidade, andar de bicicleta entre as árvores e conhecer a instituições incríveis como, por exemplo, o Planetário ou o museu de Arte Moderna (que é uma ótima opção para você que está procurando o que fazer em São Paulo com chuva).

Sobre a cidade de São Paulo

São Paulo é a capital do estado com o mesmo nome. Foi fundada dia 25 de janeiro de 1554. Atualmente, não só é uma cidade completa, mas também uma cidade complexa. É uma cidade que recebe e acolhe (a cidade acolhe, as pessoas nem sempre) gente de todo o Brasil e do mundo. Em 2021 completou os seus 467 anos.

Geralmente, quem vem morar em São Paulo busca de uma grande oportunidade. Por isso, é conhecida como a cidade que nunca dorme. Desculpe Nova York, mas sim, São Paulo nunca dorme, você só dá truque.

O que você quiser, é provável que você encontre em São Paulo, a qualquer hora e dia. Por exemplo, o famoso Bar Estadão abre os 365 dias do ano, durante as 24 horas do dia. Ou seja, isso significa que você não só terá feijoada de madrugada, como também um delicioso sanduíche de pernil (o mais famoso da cidade).

A seguir veremos algumas dicas que nos explica se existe amor em São Paulo ou não. Deixamos para você decidir, ok?

O que fazer em São Paulo?

Se acaso você vai visitar São Paulo, saiba que a cidade tem diversos passeios, afinal, não é a toa que a cidade tem uma influência cultural, econômica e política tanto ao nível nacional como internacional.

Por isso, se você quer saber o que fazer em São Paulo capital, algumas opções são o Memorial da América Latina, o Parque do Ibirapuera, o Museu do Ipiranga, o Museu de Arte de São Paulo ou o Museu da Língua Portuguesa.

Contamos um pouco delas para você!

Amor no Parque Ibirapuera

É o parque urbano mais visitado da América Latina, segundo publicação da folha de São Paulo. O parque foi inaugurando em 1954 e hoje é um patrimônio cultural da cidade de São Paulo. Existem inúmeras atrações no parque, mas as principais construções históricas são o auditório Oscar Niemeyer, o MAM (Museu de Arte Moderna) e o Planetário.

Aliás, é uma ótima opção se você não sabe o que fazer em São Paulo no domingo. Ah! E, definitivamente, uma forma de mostrar que existe amor em São Paulo, é namorar ao redor do lago do Parque do Ibirapuera!

Entrada do anfiteatro Oscar Niemeyer. No Parque do Ibirapuera.
Anfiteatro do Parque do Ibirapuera.
Lago do Parque do Ibirapuera. Onde você pode mostrar que existe amor em São Paulo.
Lago do Parque do Ibirapuera.

Avenida Paulista o amor de São Paulo

A Avenida Paulista é um dos símbolos da cidade de São Paulo. Sobretudo pelas inúmeras empresas que se localizam nessa avenida, a Avenida Paulista é, também, um dos principais centros financeiros de São Paulo.

E devido à sua importância na cidade, muitas formas de amor em São Paulo são demonstradas aí como, por exemplo, a parada LGBTQIA+ (que é a maior do mundo!). Além disso, aos domingos a avenida fecha para veículos e abre para pedestres, artistas e esportistas. É um ótimo lugar para andar de bicicleta, sair com amigos, ou fazer algo em São Paulo sozinha.

Além disso, na Avenida Paulista você poderá encontrar o famoso padrão das calçadas, sendo a marca registrada da cidade. Foi criada por uma mulher (que nos deixou faz pouco tempo) chamada Mirthes Bernardes. Mirthes propôs um padrão entre geometria e formas em zigue-zague inspirado no contorno da capital econômica do Brasil, o estado de São Paulo, e conquistou o coração dos paulistas com a ideia. Aliás, vale a pena conhecer a “Escadaria Mirthes Bernardes”, que fica em Pinheiros, na junção das ruas Joaquim Antunes e Teodoro Sampaio.

É também na Avenida Paulista que se encontra uma das mais importantes instituições culturais do Brasil, o MASP (Museu de Arte de São Paulo). O museu é internacionalmente reconhecido por seu grande acervo ocidental (referência às escolas francesas e italiana). Ademais, também possui extensa coleção artística brasileira.

Existe amor em São Paulo. Avenida paulista amor em São Paulo.
Aos domingos a avenida fica aberta somente para lazer.
Amor expressado nas calçadas de São Paulo.
Padrão das calçadas em São Paulo.
Avenida Paulista em São Paulo.
Foto da Avenida Paulista.
Amor na frente do MASP.
MASP – Museu de Artes de São Paulo

As estações de metro da cidade de São Paulo

Outra forma de ver o amor na cidade de São Paulo é através das artes nos metros, espalhados por todas as estações. Essa, por exemplo, é de Tomie Ohtake (veja imagem abaixo). Outras estações que vale a pena conhecer em São Paulo são a da Sé, em que você poderá ver a “Garatuja”, palavra que significa rabisco (é uma das obras mais famosas instalada na Estação Sé há mais de quarenta anos) e a estação Brás, que você pode conhecer o “Caleidoscópio”. São chapas de aço inoxidável curvadas de dois metros com diferentes tratamentos, como polimento e pintura, e criam uma atmosfera diferenciada no amplo hall de circulação do primeiro andar da estação.

metro
Obra de arte no metro em São Paulo.

Existe amor na Pinacoteca de São Paulo?

Sim, é claro que existe amor na Pinacoteca de São Paulo. A Pinacoteca é um dos principais museus de arte do Brasil e conta com um acervo de pinturas históricas do país, maioritariamente do século XIX e XX. Além disso, a Pinacoteca é, por si só, um edifício histórico e você poderá fazer um passeio no jardim real.

Pinacoteca em São Paulo.
Museu Pinacoteca.

Bairro da Liberdade

O amor de São Paulo se expande também à cultura oriental. Um exemplo disso é o Bairro da Liberdade. O Bairro da Liberdade é a maior comunidade do Japão do mundo! Aqui você poderá conhecer a famosa Feira da Liberdade, o Museu Histórico da Imigração japonesa no Brasil e o Jardim japonês como principais pontos turísticos. Aliás, se você não sabe o que fazer em São Paulo no domingo, reserve um tempo para conhecer a feira!

Se acaso você gosta de comida japonesa, ingredientes típicos da culinária ou mesmo utensílios dessa cultura, certamente é para esse local que você deve ir. O bairro conta com muitas lojas para encontrar esses produtos ou restaurantes típicos ocidentais.

O amor em São Paulo no bairro da Liberdade.
Bairro da Liberdade durante ao dia.
Bairro da liberdade durante a noite.
Bairro da Liberdade durante a noite.

Gostou? Pois, essa é só a primeira parte! Você pode saber mais do que conhecer em São Paulo. E tem muitas dicas, como lugares para andar de bicicleta, comer e, até mesmo, o que fazer em São Paulo com chuva!

Ah! E nos diga nos comentários se você pensa que existe, ou não amor em São Paulo após ler essa lista! Por fim, confira as dicas de viagem para São Paulo para saber o que fazer em São Paulo em 3 dias!

Perguntas Frequentes

Quando é a melhor época para visitar São Paulo?

A melhor época para visitar São Paulo é de março a maio ou de outubro a novembro (as estações do outono e da primavera). Nestas épocas as temperaturas são agradáveis, a cidade tem menos precipitação (e menos neblina) e os principais eventos estão em pleno andamento.

Quantos dias devo ficar em São Paulo?

Para conhecer a cidade, pelo menos 3 dias são necessários. No entanto, 5 dias é a melhor escolha. Isso porque, como toda grande cidade, o melhor de São Paulo está na oferta cultural e gastronômica.



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.