História de Salvador

Salvador é um destino muito procurado no Brasil, conhecido por suas praias deslumbrantes e por sua rica herança cultural. Esta cidade vibrante está mergulhada na história colonial, como evidenciado pelas inúmeras igrejas e fortalezas espalhadas por suas ruas coloridas. Com seu clima tropical, seus habitantes descontraídos e sua vibrante vida noturna, Salvador tornou-se uma parte icônica da cultura brasileira.

Além da história de Salvador, a cidade se distingue por sua topografia única, que consiste em “duas cidades”: a cidade alta e a cidade baixa. A saber, a cidade alta conecta-se ao porto pelo Elevador Lacerda, um elevador vertical que proporciona vistas de tirar o fôlego da Baía de Todos dos Santos, após o qual a colônia Bahia foi batizada.

No entanto, hoje vamos focar na história de Salvador, um porto estratégico que teve um papel crucial na história e desenvolvimento do Brasil. Se acaso você quer saber mais sobre esse incrível destino, leia também o que fazer em Salvador e as comidas típicas da Bahia!

A origem de Salvador como cidade

história de salvador chegada de tomé de souza
Gravura do século XIX que retrata a chegada de Tomé de Sousa à Bahia.

Em 1549, Tomé de Souza chegou à Praia do Porto da Barra com ordens da família real portuguesa para estabelecer o que era a primeira capital do Brasil. Nessa viagem, Tomé de Sousa estava acompanhado de 400 soldados, 400 colonos e um grupo de padres e prostitutas. Ao chegar em Salvador, ele então fundou a cidade em um local estratégico sobre um penhasco com vista para o mar.

Num ano, uma cidade rudimentar feita de lama e palha passou por uma transformação completa, ou seja, muralhas ao redor foram erguidas até 1550 para proteger contra os ataques dos povos indígenas.

Como se desenvolveu Salvador nos seguintes séculos?

história de salvador obra de um engenho de açúcar do nordeste
Um engenho de açúcar brasileiro, conforme esboçado por Henry Koster em 1816.

Durante os três séculos seguintes na história de Salvador, a cidade obteve o posto de mais importante do Brasil. Sua economia inicial dependia fortemente da cana-de-açúcar e posteriormente das exportações de tabaco da região do Recôncavo, no extremo norte da Baía de Todos os Santos.

Mais tarde, a criação de gado e a descoberta de ouro e diamantes no interior baiano trouxe imensa riqueza para Salvador, o que se reflete na arquitetura barroca deslumbrante da cidade. A opulência dos edifícios de Salvador proporciona um vislumbre da história rica e armazenada da cidade como um importante centro cultural e econômico do Brasil.

Dados cronológicos importantes da história de Salvador

  • 1549 – Fundação da cidade de Salvador como Capital
  • 1703 – Inicio da construção da Igreja e Convento de São Francisco
  • 1763 – Capital do Brasil oficialmente transferida de Salvador para o Rio de Janeiro
  • 1980 – Salvador fica famosa pelo Carnaval
  • 1990 – Governo cria projeto de revitalização e limpeza do Pelourinho
  • 2014 – A Casa Rio Vermelho tornou-se uma casa memorial aberta aos visitantes

1549 – Fundação da cidade

história de salvador imagem histórica das capitanias hereditárias.
Ainda que em 1536, o primeiro bolseiro Francisco Pereira Coutinho – nomeado capitão hereditário pelo Rei João II de Portugal – chegou à cidade, foi só com a chegada Tomé de Sousa que a ocupação de fato iniciou-se.

1549 – Fundação da cidade de Salvador como Capital. Em 29 de março de 1549 um grupo de portugueses chegou a Salvador em três navios, duas caravelas e um bergantim com Tomé de Souza no comando por ordem do rei de Portugal. Nesse dia fundaram a Cidade-Fortaleza de São Salvador. A saber, Salvador permaneceu como uma das maiores cidades das Américas por muitos anos.

1703 – Construção da Igreja e Convento de São Francisco

história de salvador Construção da Igreja e Convento de São Francisco
A igreja e o convento de São Francisco de Salvador estão localizados no centro histórico de Salvador. Ao lado do convento fica a ornamentada igreja da Terceira Ordem de São Francisco. Os frades da ordem franciscana chegaram a Salvador em 1587 e construíram um convento e uma igreja no local.

Entre os séculos XVII e XVIII, a Igreja e Convento de São Francisco foi construída em Salvador, Brasil. A Igreja e Convento de São Francisco é um marco histórico e arquitetônico significativo, localizado na cidade de Salvador, Brasil. Sua construção começou no final do século XVII, por volta do ano de 1703, sendo concluída no início do século XVIII, especificamente em 1723. A igreja e o convento foram construídos no estilo barroco, caracterizado por uma decoração ornamentada e formas dramáticas.

1763 – Salvador deixa de ser a capital do Brasil

A primeira capital da América portuguesa foi construída especificamente para ser um centro administrativo, sendo que a cidade São Salvador de Todos os Santos foi a escolhida por Portugal para desempenhar esse papel.

No entanto, em 1763, a capital do Brasil foi oficialmente transferida de Salvador para o Rio de Janeiro. Esta decisão foi tomada devido ao declínio da indústria canavieira em Salvador, que tinha sido o centro do governo colonial desde a fundação do Brasil em 1549. O Rio de Janeiro, com sua crescente importância como centro comercial e cultural, foi visto como um local mais adequado para a capital.

1980 – O Carnaval de Salvador

Salvador, famosa por suas festas de carnaval há muitas décadas, se tornou nos anos 80 uma grande atração turística. A introdução do trio elétrico, um grande caminhão sonoro que transportava músicos e cantores, transformou a experiência carnavalesca em Salvador e atraiu visitantes de todo o Brasil e do mundo.

O trio elétrico tornou-se um símbolo do carnaval de Salvador e agora é parte integrante da celebração. Hoje, o carnaval de Salvador é um dos maiores e mais populares do mundo, atraindo milhões de visitantes a cada ano às ruas da cidade para dias de música, dança e celebração.

1990 – Revitalização do Pelourinho

Pontos turísticos Salvador - Pelourinho
Pelourinho, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1985.

Em 1990, o governo brasileiro iniciou um projeto destinado a revitalizar e limpar o bairro histórico do Pelourinho em Salvador. O Pelourinho, que havia caído em desgraça ao longo dos anos, já foi o centro da vida colonial em Salvador e era conhecido por sua bela arquitetura e cenário cultural vibrante.

O projeto envolveu investimentos significativos em infra-estrutura, incluindo a restauração de edifícios históricos e a implementação de novos sistemas de saneamento. A revitalização do Pelourinho foi creditada com o incentivo ao turismo em Salvador e ajudou a preservar o rico patrimônio cultural da cidade. Hoje, o Pelourinho é mais uma vez um bairro vibrante, com um cenário artístico próspero e uma grande quantidade de restaurantes, bares e lojas.

2014 – Abertura da Casa do Rio Vermelho

história de salvador casa do rio vermelho
A residência do casal literário Jorge Amado e Zelia Gattai foi transformada em um Memorial, que exibe seus pertences pessoais, trajes, móveis originais e uma coleção significativa de arte popular. Além disso, o site ostenta mais de 30 horas de material audiovisual relatando a vida e as realizações de Jorge e Zelia. É um destino essencial a ser visitado enquanto estiver em Salvador. Foto adaptada de Paul R. Burley, CC BY-SA 4.0.

2014 – A Casa Rio Vermelho tornou-se uma casa memorial aberta aos visitantes. Em 2014, a Casa Rio Vermelho em Salvador, Brasil, foi transformada em uma casa memorial aberta aos visitantes. Esta casa histórica já foi o lar do famoso escritor brasileiro Jorge Amado e de sua esposa, Zélia Gattai. Após sua morte, sua casa foi transformada em um museu que celebra suas vidas e obras.

Os principais povos que participaram da formação de Salvador

bahia por que visitar cultura baiana
As Baianas são um ícone cultural no Brasil, e seu vestuário, em particular, representa costumes baianos fundamentais. Ele faz referência aos antigos rituais religiosos afro-brasileiros do Candomblé, e a cor, o tecido e os ornamentos mudam de acordo com a posição e ocasião social. O traje é distinguido por saias em forma de balão, camisas coloridas e cachecóis amarrados em volta da cabeça.

A saber, os africanos foram trazidos para Salvador pela primeira vez como escravos em meados dos anos 1500. Em 1587, o historiador Gabriel Soares registrou uma população estimada de 12.000 brancos, 8.000 indígenas convertidos e 4.000 escravos negros. O número de africanos escravizados acabou crescendo para constituir a metade da população, e suas revoltas representaram uma ameaça à estabilidade da cidade em várias ocasiões na história de Salvador.

Qual era a importância de Salvador para Portugal?

Salvador foi a segunda cidade mais importante do império português, depois de Lisboa. Era conhecida por suas opulentas igrejas cheias de ouro, belas mansões e numerosos festivais. Aliás, a cidade também era notória por sua vida pública, sensualidade e decadência, ganhando o apelido de Baía de Todos os Santos e de Quase Todos os Pecados já no século XVII.

Salvador continuou a servir como capital colonial do Brasil até 1763, quando, com o declínio da indústria canavieira, a capital foi transferida para o Rio de Janeiro. Apesar disso, Salvador continua sendo um importante centro cultural e histórico no Brasil, conhecido por sua vibrante cena musical, sua culinária única e sua arquitetura deslumbrante.

Dados de gerais de Salvador?

história de salvador vista aérea da cidade
Salvador Bahia: Onde a cultura rica encontra um cenário deslumbrante. Na cidade há um vibrante Patrimônio Afro-Brasileiro e uma Majestosa arquitetura. Afinal, é uma das cidades mais antigas do Brasil.

A área da cidade totaliza 309 km² (ou 692 km², se considerada a área da Baía de Todos os Santos). Sua densidade demográfica é de 4.166,6 habitantes/quilômetro quadrado, com altitude de 8 metros. Salvador possui clima tropical e faz parte da costa leste do estado, sendo cercada pelo Oceano Atlântico. As principais ilhas da cidade são Ilha de Maré, Ilha dos Frades e Ilha do Bom Jesus dos Passos.

A cidade não possui zona rural. Assim como, no geral, 39,5% de seus domicílios urbanos residem em ruas arborizadas. Salvador encontra-se em uma zona de clima de floresta tropical, mantendo um ambiente quente e úmido com temperaturas médias de 25 ° C durante todo o ano, com chuvas ocorrendo de maneira mais frequente na cidade. 

O município possui relevo acidentado, com elevação desigual do terreno, principalmente no interior. No litoral da cidade, há predomínio de faixas estreitas de planície litorânea. Dá para notar com facilidade a diferença entre essas duas partes da cidade. 

Dados sobre os habitantes de Salvador?

Salvador tem uma população estimada de 2.900.319 habitantes, segundo estimativa do IBGE para 2021. Por isso, é considerada o 4º maior centro urbano em população no país. No entanto, a população de Salvador está em constante crescimento, principalmente nos últimos anos, em que houve imigração de retorno. Além disso, há deslocamento da população que morava no interior baiano para a capital. 

Ademais, a cidade também conta com o indicador de fecundidade acima da taxa de reposição populacional e uma alta expectativa de vida. A população de Salvador é, na sua maioria, composta de pessoas negras e pardas. Uma curiosidade: a língua de origem africana “iorubá” ainda é praticada no local.

Salvador possui uma tradição religiosa bem forte, ou seja, principalmente quando falamos dos praticantes do candomblé e, ao mesmo tempo, do catolicismo. A mistura de crenças é uma característica da população local. Além disso, o mesmo censo que citamos acima, apontou 7.552 indígenas residentes em Salvador, de uma população total à época de quase 2,7 milhões.

Alguns desses índios, ainda estão fortemente ligados às aldeias onde têm suas raízes. Outros, provavelmente se declarando indígenas, perderam os laços com seus povos.

Em ambos os casos, muitos deles moram no distrito da Federação. Eles são atraídos tanto pela proximidade com a universidade, quanto pela presença de outras pessoas como eles.

Pontos turísticos de Salvador na atualidade

história de salvador - farol - de lugar nenhum
Farol da Barra. De acordo com os que visitam, um dos principais pontos turísticos da cidade!

Finalmente, já que você já conhece a história de Salvador, tem que lembrar dos lugares que não devem deixar de visitar quando fizer o planejamento da sua próxima viagem.  Você pode, por exemplo, visitar a Igreja e Convento de São Francisco, um monumento muito famoso na cidade.

Se você gosta de praia, não pode deixar de visitar a Ilha dos Frades, um pedacinho do paraíso na terra. Já a Casa do Rio Vermelho, por exemplo, é um lugar incrível para quem gosta de literatura e, ao mesmo tempo, de história. Foi onde viveram escritores baianos famosos como, por exemplo, Jorge Amado.

A Praia do Farol da Barra é outra muito famosa e está localizada em um bairro chamado Barra. E claro, você tem que visitar o Pelourinho e suas casas coloridas, localizadas no Centro Histórico da cidade.



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2023 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.