Dubai Noturna.

O nosso querido amigo Alysson Martins esteve em Dubai há algum tempo e vai tirar uma dúvida para nós. Afinal, Dubai é um destino gay das arábias ou é só fachada? Veja só!

Sobre a cidade de Dubai

Dubai é uma das principais cidades dos Emirados Árabes Unidos. Mais precisamente, é um dos 7 emirados e é conhecida por sua arquitetura super ultra moderna e construções gigantescas.

É uma cidade antiga, com 188 anos e com quase 4 milhões de habitantes. Tem como a religião oficial a islâmica e cultura árabe tradicional.

É um oásis no meio do deserto, e não é miragem. Dubai, um dos 7 emirados de um pequeno país no golfo Pérsico, ganha espaço no “turismo para o público gay” e atrai ano após ano um aporte gigantesco de turistas gays do mundo inteiro.

Mas a cidade de Dubai é gay ou é fachada para atrair o turismo desse público?

Se você optar por visitar um lugar como Dubai, deve estar ciente que a homossexualidade aí é crime, passível de pena de prisão e/ou multa.

Apesar disso, tem uma grande população gay vivendo na cidade, que trabalha principalmente nas grandes companhias aéreas como a Emirates.

Dubai é gay sim, mas não do jeito que nós conhecemos. E mantenha a calma, é muito mais fácil e barato se aventurar nessa ilha da fantasia do que você imagina!

Ou seja, é proibido ser gay em Dubai?

Os Emirados Árabes Unidos, país onde Dubai pertence, tem maioria religiosa islâmica ou muçulmana, que, apesar da tolerância quantos aos costumes ocidentais, ser homossexual ainda é ilegal. Estamos falando de lei, pois, na prática, é um pouco diferente.

Dubai é um pouco mais acessível e liberal quanto aos costumes, pois se tornou um fenômeno do turismo de massa e tende a receber as pessoas mais abertamente.

Barata e moderna?

É isso mesmo, e não, não estamos loucos. Dubai é uma cidade que ganhou espaço no mundo por sua modernidade e arquitetura, com avanços torrenciais no turismo local. Mas, tudo isso você já sabe porque você quando não vai para “buatchy”, fica vendo na TV. No entanto, não viemos falar disso.

É claro, como vemos na TV todo o luxo de Dubai evidentemente pensamos não ser barato viver lá, mas – como em todo o mundo – isso depende, também, das escolhas que você faz. A maior despesa é, obviamente, o voo e o hotel, seguidos de algumas atividades e excursões. Já que os preços dos transportes e dos alimentos são comparáveis ​​aos da Europa Ocidental.

Foto de dentro do Dubai Mall.
Shopping em Dubai

Ok, então Dubai é cosmopolita ou mente aberta?

Dubai é uma ilha da fantasia, que possui edifícios altos, shoppings gigantescos e praias paradisíacas. Tem a concentração do capital da cidade nas mãos do petróleo, e do turismo, e tudo isso é muito bem invertido na cidade.

Possui um sistema de metrô 24 h, ônibus, táxis, etc. É uma cidade que funciona 24 h por dia, e o fervo lá é de segunda a segunda. Toda essa modernidade não reflete em muitos costumes, que para nós no ocidente, são comuns.

Portanto, temos que ficar atentos à alguns detalhes para não cometer alguns erros e ser fora da lei. E isso vale para todas as pessoas que visitam o lugar, independente de gênero ou orientação:

  • Não pode consumir bebida alcoólica nas ruas e nas praias.
  • Demonstrar manifestações de afeto em lugares públicos. (no caso de estrangeiros, pode rolar até deportação).
  • Para as mulheres: não pode mostrar ombros ou joelhos.
  • Como toda regra tem sua exceção, os hotéis em Dubai entram nesse quesito, e são uma atração à parte. Os melhores restaurantes, shoppings, bares e baladas estão todas neles, onde sim, é possível ser você mesmo!

Mesquita de Grand Bur, Dubai.
Dubai Gay, pode?

Quais as melhores regiões para um turista gay em Dubai?

Dubai Creek

Uma das melhores áreas para o fervo e cultura. Ambos os lados do Dubai Creek, que se assemelha a um rio, mas, na verdade, é uma saída do mar, combinam muito bem a antiga Arábia com a moderna Dubai.

Nesta região há hotéis de luxo, um campo de golfe e um parque extenso. E todos disputam a preciosa fachada de água com cais para os tradicionais dhows boats e terminais para os táxis aquáticos. Melhor apreciado ao longo do caminho livre de veículos entre os hotéis Sheraton e Radisson Blu.

Palm Jumeirah Island

Essa região vai para os mais românticos que curtem luxo, já que é onde estão os hotéis e resorts mais caros do mundo! Aqui é onde fica a famosa ilha em forma de palmeira.

A maioria das acomodações são íntimas, incluindo suítes com jacuzzis, vistas soberbas e jantares românticos à beira-mar, que é particularmente majestoso ao pôr do sol. A ilha também fica a uma curta viagem de táxi, ou monotrilho e bonde, para as praias de areia branca em Mina Seyahi e Jumeirah Beach Residence, e todas as butiques, bares e casas noturnas estão próximas a elegante Marina de Dubai.

Invista na hospedagem, você vai se surpreender!

Encare Dubai como se estivesse em Las Vegas. Sim, já que os hotéis na cidade são uma atração à parte e vão te surpreender (às vezes até mais que a própria cidade). Vale à pena desembolsar um pouco mais na sua hospedagem.

Procure pelos hotéis de grandes redes internacionais, que são mais abertos em relação aos turistas e não vão te encher a paciência porque você está com seu boy em um quarto de casal. Fazendo a fina.

Esses hotéis estão preparados com treinamentos internacionais de atendimento ao cliente, e não são tão caros como estamos acostumados a ver aqui no Brasil.

Quais os melhores hotéis para ficar de forma segura em Dubai?

Você pode se hospedar no close, fazer a linha finíssima e gastar pouco, porque a média de um 4* para um casal em 7 noites é em torno de R$ 3000,00 incluindo muitas das atividades e das comodidades que esses hotéis possuem. Alguns exemplos são transporte gratuito para shoppings, aeroportos, praias, alguns tours, bebidas à vontade, e baladas inclusas.

Aqui vão algumas sugestões:

A Marina é um bairro próximo à Palm Jumeirah (aquela ilha em formato de palmeira) e se hospedando em um desses hotéis, xavecando o recepcionista, garanta um andar alto para tirar pencas de selfie pras “enemies” ficarem com inveja. A vista da Marina, da Ilha e da orla da praia é de tirar o fôlego.

O Bairro tem ótimas opções de bares, restaurantes e baladas para você arrasar.

Foto da Marina de Dubai.
Marina

Já que pode gay, então o que evitar em Dubai?

Evite hotéis no centro e ilhas artificiais. Sim, esses hotéis do centro velho de Dubai podem ser mais baratos e bonitos, mas são hotéis super tradicionais, onde não são tão tolerantes com outras culturas. Porquê?

  • O centro é antigo, velho e perigoso. Você já vai visitar lá passeando num city tour para conhecer a cultura local, então fique hospedado no fluxo do fervo, para ficar fácil para pegar o Uber pro hotel depois que a senhora “estiver louca de drinks” cansada.
  • As ilhas são incríveis, mas são longe de tudo. O orçamento precisa ser um pouco mais alto para hospedagem lá, e a necessidade de táxi para se locomover sempre é inconveniente no seu orçamento final.
  • O metrô de Dubai não atende as ilhas artificiais.

Tá quase me convencendo, mas o que eu posso fazer de bacana lá?

Dubai é incrível, e vai te surpreender. E separei o que mais gosto. Clique nos títulos que já te indicamos onde comprar os passeios:

Sim, é coisa de turista e se prepare porque não tem nada de luxuoso mana, mas vale a pena. “Separa o frango e a farofa” que essa aventura vai te levar para andar de 4 x 4 nas dunas com muita emoção. O jantar no meio do deserto não é dos melhores, mas os passeios de camelo e os shows são espetaculares. Custa em torno de US$ 25.00

Você vai conhecer alguns dos principais pontos da cidade. Vale pena para dar um giro geral e aprender um pouco sobre ela. O valor é em torno de US$ 45 por pessoa.

Sim, mana! E vai ser badalo da Narcisa! O tour de helicóptero dá um giro de 12 minutos pela cidade, e ver a cidade por cima Te mostra outra perspectiva da cidade, pois o “Mundo”, arquipélago de ilhas que formam os 6 continentes, e as ilhas artificiais só podem ser vistas de cima. Custa em média US$150.00 por pessoa.

Agora vamos ao assunto, onde tá o fervo gay de Dubai, gata?

O fervo está na cidade toda, porque tem gay em todo lugar. Assim, é assim.

Level 43 Sky Lounge

É um lounge amplo e moderno com luz azul na cobertura, localizado no 43º andar do hotel Four Points by Sheraton.

Bar 44

Arrasa no look, faz um carão e desça até o Bar 44 para ser visto por todos é fabulosa a sensação de vir aqui.

Gold on 27

Outro lugar que tem uma vista incrível. Como o nome sugere, fica no 27º andar – cerca de 200m de altura, e decoração em folha de ouro é o tema aqui!

House of Queens

Conecte-se com eles no Instagram para saber mais informações mais atualizadas. House of Queens é muito parecido com um bar clandestino, despretensioso, inofensivo, escondido em uma esquina da Avenida Industrial.

Festa noturna house of queens
House of Queens

CODE DXB

Discotequa gostosa para dançar e ferver bastante! Sobretudo se você gosta de música eletrônica.

Praias de Dubai? O Caribe das arábias!

As praias em Dubai na sua maioria são privadas, e tem cobranças para acesso, mas sabemos que toda economia é muita, então separamos as praias mais lindas, que dá para fazer um fervo e ainda, de graça:

  • Jumeirah Beach (altura do Burj Al Arab)
  • Al Mamzar Brack Park (Bairro de Deira)
  • Jumeirah Open Beach (Jumeirah)
  • Umm Suqeim Beach

Praia de Jumeirah.
Jumeirah Beach

O visto para visitar Dubai?

É o melhor de tudo, já que para brasileiros não é necessário visto! Vale a pena lembrar que o visto já foi obrigatório, mas a partir de 2018 isso mudou. Atualmente você poderá ficar até 90 dias nos Emirados Árabes Unidos sem pedir visto prévio.

Claro, se você está indo a trabalho, então, sim, você precisará de um visto.

Mais dicas de Dubai gay?

Dubai é uma cidade que tudo é possível, por isso, é uma ilha da fantasia. Trate-a como se estivesse em Orlando, curtindo uma cidade imponente, mas tudo lá é fake para impressionar os turistas.

No centro de Dubai vale a pena realizar compras de joias, caso haja interesse, mas é caótico e cheio de pessoas como a 25 de março. Passeie por lá quando estiver com o city tour e já faça tudo o que precisar, porque é um lugar complicado de caminhar e tem alto índices de furtos.

Ah! Evite o verão! Lá é deserto, então viaje no inverno, com temperaturas entre 20 e 30 graus, porque no verão passa dos 50 graus, fácil.

Todos os bares e restaurantes são preparados em receber todos os tipos de público, mas vale a pena se atentar aos costumes locais.

Considerações finais

Ser abertamente gay em Dubai é, portanto, perigoso! Seja você um local ou estrangeiro. No entanto, a realidade para turistas gays que desejam visitar Dubai é que é improvável que você encontre problemas, desde que evite todas as demonstrações públicas de afeto com seu parceiro.

As prisões anteriores de turistas gays em Dubai aconteceram como resultado de ocorrências públicas. Por exemplo, em 2008, um casal de lésbicas libanesas/búlgaras foi preso por beijar em uma praia pública.

Foram condenados a 1 mês de prisão e posteriormente deportados. Portanto, se você ficar feliz em aceitar voltar para o armário, ainda que momentaneamente, você ficará bem em Dubai.

Ainda assim, recentemente, em março de 2019, o Little Mix se apresentou em Dubai sob uma bandeira gigante do arco-íris para uma de suas músicas sem problemas.

Considerações mais que importantes, para a gay em Dubai

Evite todas as demonstrações públicas de afeto com pessoas do mesmo sexo. Além disso, a menos que esteja hospedado em um hotel que você sabe que recebe viajantes gays, reserve um quarto com 2 camas de solteiro (sejam 2 camas queen-size ou uma cama king-size e uma de solteiro).

Também tenha cuidado com as pessoas com quem você anda, especialmente ao conhecer pessoas no Grindr. E tome cuidado com o que você posta nas redes sociais antes, e durante sua viagem, talvez considere definir seus canais de mídia social como privados se postar algo obviamente gay.

Apesar das severas leis LGBTQIA+, você descobrirá que Dubai é um lugar fascinante. Afinal, tem um dos maiores centros comerciais do mundo, o edifício mais alto do mundo (o Burj Khalifa), muitas praias excelentes, empolgantes souks tradicionais e até um hotel 7 estrelas.

Por fim, Dubai é extremamente segura com níveis muito baixos de criminalidade. Como um importante centro de transporte, também é uma parada útil para interromper viagens longas.

Sendo assim, a decisão de ir ou não é sua! Esse texto foi escrito por Alysson Martins. As opiniões são pessoais do mesmo.

Leia também: Como avaliar o ano de 2020 |  Como ir do Aeroporto de Praga para o centro da cidade | Maneiras de economizar dinheiro pra viajar! | Não existe amor em São Paulo.



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

17 Responses

  1. Muito boas as dicas. Ainda não conheço Dubai, mas acredito que seja mais aberto que o Qatar, por exemplo, que quando fui, levei um amigo no quarto e a recepção nao parou de ligar até ele sair…

  2. Eu tenho amigos gays, que foram para Dubai e adoraram. Achei super interessante você mencionar os melhores lugares para se hospedar, devido a melhor recepção ao turista e mais chances de pegar um uber.

  3. Tão triste saber que no mundo de hoje existem países que ainda consideram homossexualismo crime, né?!
    Adorei seu artigo e fiquei surpresa ao saber que com 3000 dá pra ficar uma semana num 4 estrela com vários benefícios incluídos. Achei que seria mais caro. Valeu pelas dicas

  4. Dubai é incrível né? Visitei ano passado e já quero visitar de novo, pois ficou um monte de passeio por fazer!
    Adorei o texto e na próxima viagem ele será meu roteiro pela cidade!!!
    Obrigada por compartilhar.

  5. Resumindo: Um país que você pode ser gay no armário e se acontecer o mínimo deslize ou seja, mostrar um pouco o lado gay você pode sofrer consequências.
    Sem mencionar a outra parte.
    AIDS/HIV, tuberculose, lepra, hepatite, sífilis, ou qualquer outro tipo de moléstia considerada, pelas autoridades locais, como de alta periculosidade de contágio, o visto é negado e a pessoa deve sair do país imediatamente.

  6. Gostava de ir ao Dubay, sou gay tenho 77anos . teria que ser bem feita as contas se valaria a pena algum investimentoassessivel para desfrutar da companhia de um gay local honesto que saiba respeitar um gay senior em zonas proprias para nãi insurgir nas leis locais. Umas ferias que fariam um homem feliz melhor que um casamento.
    Ps viajar barato é uma das pretenções

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.