O que fazer em Maceió - de lugar nenhum

Se você está indo para Maceió e quer saber o que fazer por lá, chegou ao lugar certo!

Desde já, podemos te dizer que 7 dias é um ótimo intervalo de tempo para conhecer a cidade. E não pense que verá pouca coisa, não. 

Pode acreditar que será uma semana vibrante, cheia de atividades legais.

Dá uma conferida no post e veja o que fazer em Maceió em 7 dias. 

O que fazer em Maceió em 7 dias: vamos planejar? 

Maceió é um Município nordestino  fantástico. Sendo Capital do Estado de Alagoas, vem a cada dia desenvolvendo-se mais. Certamente, devido a  um de seus privilégios, ser banhado pelo Oceano  Atlântico. 

Seu litoral é cercado de palmeiras e recoberto de uma areinha fina e brilhante. Daquelas que dá vontade  sair andando descalço. Deixando cada grãozinho envolver os pés, à medida que se caminha. 

Mas, tem muito mais além de praias. Maceió é rico em história, cultura, arquitetura e beleza. Portanto, com um bom roteiro planejado dá para conferir muito em 7 dias. 

Primeiramente, fique por dentro dos principais  pontos turísticos que a cidade tem. Em seguida, é só escolher onde ir , e logo depois,  planejar os passeios. 

O que fazer em Maceió? Confere aqui 

Nem precisa se desesperar pesquisando daqui e dali  pela Internet. É claro que vou te poupar desse estresse. 

Comece seu plano de viagem consultando o post . Pus aqui os  locais frequentemente visitados, portanto, são os mais interessantes. Antes de mais nada, dá uma conferida. 

Veja os locais mais legais para se conhecer na Capital alagoana. Descubra o que fazer em Maceió e veja os locais  que valem  sua visita. 

O que fazer em Maceió: Um roteiro de 7 dias

No momento em que chegar em Maceió, a primeira coisa é se acomodar em uma boa pousada ou hotel. A cidade tem muito a oferecer nesse sentido. 

Logo depois de alojar-se, já comece sua visita. Que tal, conhecer, primeiramente a cultura local? 

Sabendo um pouco da história local,  você aproveitará muito mais, pois entenderá o povo e seu jeito de ser. 

Para isso, nada melhor do que uma visita aos museus e centro histórico. Sendo assim, tire o primeiro dia para estes passeios. 

praias de maceio - alagoas- de lugar nenhum

Primeiro Dia

Neste primeiro dia, passeando pela cultura alagoana você poderá vivenciar momentos bastante interessantes. Além disso, ainda ganhará conhecimento desta parte de nosso Brasil.

Centro Histórico de Maceió

Conhecer o Centro Histórico dos destinos que visitamos é quase que obrigação. Maceió, por exemplo,  tem muito a  revelar sobre sua origem. Esta pode, com certeza, ser notada  nas construções  preservadas dali.

É provável que você queira registrar com muitas fotos. Os estilos barroco, português e  gótico estão ali presentes, enchendo o cenário de indícios do passado. 

Sem dúvida você vai querer guardar uma lembrança de ter estado ali. São museus, espaços culturais e comércio, que revelam a cultura e a história do povo alagoano. 

Memorial à República

Este é um espaço criado para homenagear dois grandes nomes do Brasil: Marechal Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Tem estátuas dos dois nesta área.

Trata-se de um local com uma linda vista, onde 27 bandeiras tremulam ao vento. Cada uma representa um Estado brasileiro  e mais o Distrito Federal. Este memorial fica aproximadamente a 400 metros do Museu Theo Brandão.

  • Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore.
  • Em seguida, o museu com acervo que conta com artesanato do Nordeste e do Continente Americano do Sul. 
  • Ainda assim, o Museu de Arte sacra Pierre Chalita

Este passeio leva aproximadamente 60 minutos, ainda assim, caminhar por ele não é cansativo. 

Aliás, o acervo deste museu é incrível. Guarda itens decorativos, objetos de arte sacra, quadros, desenhos e esculturas . 

Há elementos, não só,  dos séculos 17, como também, do século 20. Além disso, há  objetos nacionais e diversos itens estrangeiros. 

Situado em : Praça Floriano Peixoto, 44, Centro- Abre de segunda a sexta. 

  • Igrejas do Centro Histórico de Maceió 
  • Igreja Bom Jesus dos Martírios

Além de fazer parte do passado cultural de Maceió, esta Igreja encanta a todos com sua arquitetura. É espaço de visitação constante, em outras palavras, é muito buscada pelo turismo.

Entretanto, o motivo da visitação frequente é menos religioso do que turístico. O que atrai os visitantes é a beleza da construção. 

A fachada mistura o estilo neogótico com o Rococó e conta também com azulejos portugueses.  Desse modo, o conjunto forma uma bela visão de arquitetura eclética. 

Igreja Nossa Senhora do Livramento  

É também atração expressiva em Maceió, visto que está entre as mais antigas de Alagoas. Chama a atenção, uma pintura muito bela da Imaculada Conceição, em seu interior.

A Capela que posteriormente originou a Igreja foi erguida em 1790. Em 1825, foi criada  a Irmandade da Igreja do Livramento. Conforme conta-se, mulatos libertos eram os integrantes desta irmandade.

Ao sair da Igreja, aproveite para experimentar quitutes da região. Ao lado da edificação sempre há ambulantes com seus tabuleiros de broinhas de milho e de macaxeira, pés-de-moleque e camarões secos. 

Catedral Metropolitana de Maceió

Esta Igreja foi erguida para louvar Nossa Senhora dos Prazeres, que é a Padroeira do município de Maceió. 

A obra, data do ano de 1859 e foi inaugurada com a presença de D. Pedro II, na época Imperador do Brasil. A construção leva o nome de Auguste Montigny, grande arquiteto de origem francesa. 

Mercado do Artesanato 

O Mercado do Artesanato é o melhor local para aquisição de peças feitas pelo povo de Maceió, ou seja, é onde  trabalhos feitos à mão são encontrados. 

De fato, é ótima oportunidade para comprar aquele item que você vai guardar  para lembrar desta viagem. 

A feira oferece itens de cerâmica, toalhas de renda, objetos de couro, cestas de palha, entre outros. Enfim, são muitas as peças de interesse. No entanto, falta infraestrutura turística. Não há banheiros , nem alimentação. 

Endereço: Parque Rio Branco, 71 – Levada

Segundo  Dia: história, cultura e outros pontos de interesse

 

o que fazer em maceio - de lugar nenhum

Visite o Mirante de São Gonçalo

Para curtir uma vista linda. O mar meio verde , meio azulado, mostra toda sua majestade. Além disso, você vê a cidade e a região do porto. Para chegar ao mirante, suba a ladeira da Catedral Metropolitana.

Situa-se no endereço: Praça Rosalvo Ribeiro.

Museu da Imagem e do som de Alagoas

Além da linda arquitetura , este é um museu que tem um acervo bem curioso. É todo voltado para a arte musical . São fotos , fitas VHS, Discos de Vinil, Fitas K7 , áudio, filmes e vídeos que se juntam para revelar a história musical alagoana. 

Este espaço de cultura foi  pensado por um teatrólogo chamado Bráulio  Leite  Júnior. Fica situado em: Rua Sá e Albuquerque,275  – Jaraguá – Maceió/Al

Museu do Esporte Lauthenay Perdigão 

Até quem não curte futebol acha legal. O acervo relembra momentos incríveis deste esporte. É a chance de conhecer , principalmente, os ídolos que passaram por esta terra e deixaram suas marcas. No acervo há medalhas, fotos, troféus, etc. 

O endereço é: Avenida Siqueira Campos, Pavimento Térreo do Estádio Rei Pelé, s/n

Conheça a Igreja do Rosário dos Homens Pretos

A data da construção desta Igreja é 1835. A Igreja foi erguida tendo detalhes no estilo barroco e neoclássico. Fica no Centro- Travessa Rua do Sol com Avenida Moreira Lima, Rua do Sol, S/N.

Mas, há muito mais para conhecer. Tendo tempo continue seu tour histórico-cultural.  Mas, acima de tudo divirta-se.

Visite o Palácio Marechal Floriano Peixoto 

Antiga sede do governo. Situado na Praça de mesmo nome, no Centro, número 517.

Terceiro dia: conheça as  praias urbanas 

praias de maceió - de lugar nenhum
Praias de Maceió

Reserve um dia inteirinho, ou mesmo dois, para conhecer as praias urbanas de Maceió. Na verdade, é uma orla de aproximadamente 5 quilômetros, que vai se subdividindo em Pajuçara, Ponta verde e Jatiúca.

Então, acorde cedinho e tome um bom café da manhã. Tem que ser reforçado, pois você vai gastar um bocado de energia. 

Enfim, vista-se, besunte o corpo de protetor solar, pegue toalha e chapéu e parta para o Sol brilhante do Nordeste.

Inicie em Pajuçara, siga até Ponta Verde e finalize o dia em Jatiúca. Olhe o que você vai encontrar: 

Praia de Pajuçara

A Praia de Pajuçara é procurada por todos os turistas que chegam em Maceió. Simplesmente, todos! Não há quem não queira dar um chego por lá. Inegavelmente , a praia é linda mesmo. 

Além disso, é desta parte do litoral que os curiosos banhistas saem para as Piscinas naturais. Os barcos e jangadas estão sempre a postos para levarem ao passeio. 

Outro aspecto positivo desta praia são pontos de compra. Trata-se da Feirinha de Artesanato e do Pavilhão do Artesanato, ali perto, na Avenida Dr. Antônio Gouveia , 68.

Praia Ponta Verde

A praia de Ponta Verde é uma das favoritas em Maceió

Esta praia urbana de Maceió é uma das mais movimentadas. Fica realmente na ponta do litoral. É onde você vai curtir tudo que o Sol e o mar nordestinos podem oferecer. 

Ponta verde tem ótima infraestrutura. Além do refrescante banho de mar, você pode abusar dos restaurantes, que oferecem o melhor da deliciosa gastronomia local. Outro ponto positivo desta praia são os quiosques super badalados. 

Enfim, nesta praia você tem um pouco de tudo. Mar com águas que esbanjam limpidez, um calçadão legal para passear e esportes aquáticos de vários tipos. 

Enquanto um pessoal esquece do mundo no windsurf, passeando de caiaque neste marzão que Deus nos deu, outros preferem só nadar. 

Agora, saiba que o imperdível em Ponta Verde são as duas  barracas de praia mais badaladas de Maceió. A Lopana, que até prêmio já ganhou, e a Kanoa, estão entre os melhores lugares para comer em Maceió. 

São vizinhas e disputam o mesmo lugar de melhor na categoria de barracas de praia, junto ao público.  

Como resultado, temos duas excelentes opções. São disputadas mesmo. Portanto, se quiser experimentar a gastronomia de qualidade, espaço refrigerado e ambiente pitoresco e chique que oferecem, chegue cedo. 

Praia de Jatiúca

Jatiúca é outra das praias que une sol, areia brilhante, cenário paisagístico, sem perder os privilégios da zona urbana. 

Aliás, aqui ainda tem mais um detalhe interessante, é local que acolhe o surf. Eventualmente os campeonatos deste esporte acontecem nestas águas. 

Esta praia tem toda a estrutura moderna que um visitante precisa. Bons hotéis, ótima comida nos restaurantes e acesso sem neuras. Mesmo que não dê tempo de passar horas por aqui, dê, pelo menos, um passeio pelo calçadão.

Ou apenas aprecie a profundidade das cores do mar e curta o ambiente vivo de Jatiúca. 

Quarto dia – Piscinas naturais de Pajuçara

O quarto dia em Maceió também tem agitação, natureza e muita beleza. Prepare-se para conhecer as Piscinas de Pajuçara.

Você  já esteve em Pajuçara ontem. Deve ter visto o burburinho que rola em torno destas famosas piscinas naturais. 

Certamente, você já verificou a Tábua de marés, e certificou-se de que a maré estará baixa. É o que é preciso para curtir bastante, as lagoinhas que surgem a 2 quilômetros da costa da praia de Pajuçara.   

As piscinas contam com água límpida, rodeadas por corais, que acabam por formar uma espécie de barreira. Nestas águas você aprecia peixinhos coloridos como se estivesse em um imenso aquário natural. Não só é possível praticar mergulho, como também snorkelling.

Como fazer o passeio pelas Piscinas naturais de Pajuçara

O passeio pode ser feito a partir da orla de Pajuçara. Tome ali um dos barcos que levam  até as piscinas   e se encante. 

Desse modo, a ida, o banho de mar nas piscinas e a volta, têm duração de 2horas mais ou menos.    

Porém, você pode fazer este passeio de jangada também. Curtindo a brisa fresca do  mar  de Pajuçara e visualizando toda a praia e seus arredores. Vale a pena. 

Este passeio de jangada leva os turistas até as piscinas,  porém, com o mesmo tempo dos barcos.

O preço de barcos ou jangadas varia conforme a quantidade de pessoas, mas costuma ficar em torno de R$30,00 a R$40,00.

Outro meio de chegar às piscinas naturais e no Catamarã da barraca Lopana. Eles também oferecem o passeio. Entretanto, o valor  é um pouco maior. Em torno de R$50,00.

Com o resto de tempo que te sobra, fique curtindo a praia. Tome um chopp, uma água de coco refrescante. Coma um prato de frutos do mar. Caminhe pela areia. Aproveite cada instante “como se não houvesse amanhã”!

Quinto e sexto dias :  Visite o Litoral Sul

Para conhecer a orla sul de Maceió, você vai precisar de pelo menos dois dias.  Primeiramente visite a Praia do Gunga e a Barra de São Miguel. Em segundo lugar visite a Praia do Francês.

  • Quinto dia: Praia do Gunga e a Barra de São Miguel
  • Praia do Gunga

Para chegar na Praia do Gunga tem vários meios. Sendo assim dá para ir de carro alugado. O caminho é pela rodovia AL-101- Beira-mar, no sentido sul.

Também dá para ir de barco, que saem  da Barra de são Miguel ou então contrate uma agência de turismo local. Cá para nós, este último meio é o melhor. Você não tem preocupações e seu compromisso é só curtir o passeio . 

A Praia do Gunga merece um dia inteiro. Se puder ,fique o dia todo e aproveite. O motivo é simples, no local não há somente praia. Ali também tem um  mirante. 

Podem ser feitos passeios de barco, de Buggy e divertir-se com passeios de jet ski ou flyboard.

De fato, a praia do Gunga é famosa e atrai turistas de todo lado. Portanto, prepare-se para encarar aglomeração, em feriados ou fins de semana, principalmente.

Esta praia está entre coqueirais. Por um lado ela  é banhada por águas azuis, de um cristalino muito belo. Do outro lado está a Lagoa do Roteiro.

Tem boa infraestrutura , visto que quiosques suprem os visitantes do que é necessário para um dia inteiro de permanência por aqui. 

Mirante do Gunga e Passeio de Barco

Na oportunidade suba ao Mirante do Gunga e aprecie a bela vista do oceano e arredores. 

Entretanto, a atração que a maior parte dos visitantes  aprecia é o passeio de barco. Sai da Barra de São Miguel , percorre a Lagoa do Roteiro e  aporta no Gunga. 

Próximo aos quiosques ficam os bugueiros. Estes oferecem inusitados passeios de buggy, que podem te levar para ver de perto as falésias que se erguem por ali. 

Outra diversão é passear de jet ski. E também  tem os passeios  de flyboard, para os extremamente aventureiros e corajosos. Você se habilita? 

Barra de São Miguel

Barra de São Miguel não fica em Maceió. É um pequeno Município vizinho, onde o mar e a praia são muito agradáveis e convidativos. Estando próximo, vale a pena conhecer as águas claras  e serenas daqui. 

  • Sexto dia : Conheça a Praia do Francês 
  • Praia do  Francês

Esta orla é bastante movimentada. É uma das praias mais populares de Maceió.  No entanto, certa diferença separa os dois pontos  da praia.

Enquanto de um lado o mar é sereno, apropriado para famílias com idosos e crianças, de outro o mar é dos surfistas. 

Além da beleza do cenário e do mar com suas águas azuis, a praia tem outros atrativos. São oferecidos passeios de barco  e por aqui também existem as piscinas naturais.

A Praia do Francês fica situada em a 22 quilômetros  de Maceió. Você chega em 25 minutos , vindo de carro. 

 O que fazer em Maceió no Sétimo dia? Vá para praias do Litoral Norte

O Norte também tem praias, aliás, muito lindas. Algumas famosas, enquanto outras são menos visitadas. Mas, em qualquer delas, sente-se a incrível beleza da orla nordestina. 

As características  praieiras que encantam no sul, também são notadas no norte.  

Praia da Sereia

Fica a 15 quilômetros de Maceió.  É uma orla que ganha em simplicidade. Além disso, é mais tranquila que as outras. É ótima para o banho de mar, sem a muvuca das aglomerações. 

Praia de Ipioca – Onde fica o famoso Hibiscus

Aqui o mar tem tons de azul e, às vezes,  meio esverdeado, de tal forma, que fascina a quem chega. Desse modo, toda a paisagem contribui para destacar a magnífica natureza. 

No contexto deste cenário está o famoso quiosque Hibiscus. Apesar de ficar em um condomínio privado, é muito procurado. Por certo, vale a pena conhecer. 

No entanto, passar alguns momentos neste quiosque -restaurante de alta categoria, nem sempre é fácil, visto que está sempre lotado. Para conseguir um bom lugar chegue cedo. É necessário pagamento de uma taxa.

O Hibiscus é um beach-club. Nele você usufrui do melhor que há. Oferta o mais avançado tipo de estrutura praieira que já se viu. Estando a beira-mar, pode-se vivenciar, ao mesmo tempo, de um espaço de divertimento e lazer alternativos.

O Hibiscus oferece recreação e parque infantil,  conforto, alta gastronomia e diversas atividades aquáticas, mas também oferta passeio até as piscinas naturais de Ipioca, etc. 

Além disso  também conta com serviço de massagens, lojas, etc. E com a finalidade de atrair mais público, também oferece música ao vivo e  Dj’s.   

No entanto, há muito mais. Além destas duas praias, que são as imperdíveis e muito famosas. Existem muitas outras na região. 

O que fazer em Maceió no tempo que te restar

Tendo tempo disponível aproveite a estadia em Maceió e estique até outras praias como: 

  • Paripueira – Praia simples, mas muito linda. Também tem lindas piscinas naturais. Situada a 30 quilômetros de Maceió.
  • Praia do carro quebrado – Esta, porém, é  de difícil acesso. Só dá para ir a pé, e andar 10 km a partir de Barra de Santo Antônio ou por mar, de lancha ou barco. 

Decerto que o melhor que se pode fazer é alugar um buggy. Muita gente usa este meio de transporte para lá. 

  • Praia de Pratagi- É uma praia ótima, em virtude de suas águas serenas.  Conta com piscinas naturais e tem boa estrutura , com vários quiosques espalhados pela areia. 

Enfim, é uma praia tranquila que não costuma ficar cheia, especialmente o lado esquerdo, onde há pouca gente. 

Outras alternativas são as praias: 

  • Sonho Verde- distante 37 quilômetros da cidade; 
  • Costa Brava, que se destaca pelo cenário de beleza; 
  • Jacarecica- Praia mais rústica, cercada por mata nativa  preservada. É preferida pelos surfistas;
  • Garça Torta – perto da cidade, porém, pouco frequentada. É praia meio rústica , mas muito bonita. E ali você pode se deliciar com uma cervejinha bem gelada, pois há estrutura turística no local. 
  • Guaxuma – Nesta, o destaque fica por conta de suas ondas revoltas,  a propósito, é  muito adequada aos surfistas. 

Agora você já sabe O que fazer em Maceió em 7 dias. Portanto, basta arrumar a bagagem e partir. Ah, mas não esquece de compartilhar o post. Tem mais gente querendo ideias para visitar Maceió.

Precisa de hospedagem em Maceió? Veja seu hotel!

Veja também: Passeios em Aracaju



Robba Caravieri
Aos 40 anos deixei meu país, o Brasil, para descobrir o mundo. Escolhi Barcelona para ser minha casa por enquanto, mas sou De Lugar Nenhum.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Navegue

Posts Relacionados


Fique por dentro

Inscreva-se na nossa newsletter e receba sempre em seu e-mail todas as novidades, promoções e dicas.
Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e pronto!

© 2022 De Lugar Nenhum. Todos os direitos reservados.